Risoto de tomate cereja

Quando eu vou fazer risoto, sempre fico na dúvida de qual a quantidade. Depois de muitos testes chegamos a uma conclusão:  80g de risoto pra cada pessoa.

Dito isso vamos à receita:

foto 2

INGREDIENTES:

– Arroz arbóreo (usei 240g porque eramos 3 pessoas)

– 1 caixa de tomate cereja cortado na metade

– 60ml de vinho branco

– Caldo de legumes

– Manjericão

– Cebola  e alho

– 150g de grana ou parmesão

MODO DE FAZER

– Coloque água pra ferver (e quando ferver um caldo de legumes)

–  Frite cebola cortada em cubinhos e alho

– Coloque o arroz na panela com azeite e deixe fritar por uma 2 minutos

–  Coloque vinho branco até cobrir todo arroz (vá mexendo a panela até secar – RISOTO GRUDA MTOOOO FACIL NA PANELA)

– Coloque uma concha, mistura, quando secar outra concha, mistura – SE NÃO FIZER ISSO SEM PARAR, VAI GRUDAR, VAI QUEIMAR, VOCÊ VAI FICAR TRISTE, ai depois fala que não sabe cozinhar. É só seguir os passos que da certo, então é sem preguiça mesmo.

foto 3

– Quando o arroz estiver al dente coloque os tomates cerejas cortados ao meio e misture

foto 4

– Desligue o fogão, coloque o queijo que você preferir (Eu gosto de usar parmesão ou grana)

– Sirva no prato e coloque o manjericão

foto 5

Prontinho e delicioso!

Advertisements

Mac & Cheese

Sexta feira é dia de alegria, então postaremos a receita do Mac & Cheese.

Imagem

Nos EUA ele é feito com cheddar, mas como no Brasil essa iguaria não está tão presente (Brasil = VerdeMar), a gente adaptou para ficar bom!

Ingredientes:

– 3 ramekins (Potinhos individuais que pode ser levado ao forno)

– 90g de macarrão (Pode ser qualquer um, mas eu fiz com o menor que eu encontrei no supermercado, porque a vasilha é pequena)

– 1/2 lata de creme de leite (eu usei creme de leite light, porque eu conto pontos no vigilante)

– 100g gruyere

– 100g de parmesão

– cebola desidratada

– sal e pimenta do reino a gosto

Como Fazer:

– Faça o macarrão de acordo com as instruções do plastico.

Imagem

– Jogue azeite em uma frigideira, coloque a cebola para tostar um pouco. Coloque a 1/2 de creme de leite (em fogo baixo para ela não ferver), acrescente os queijos e deixe até que derretam. Quando estiver pronto, jogue o sal e a pimenta a gosto.

–  Tire o macarrão da panela quando ele estiver mais durinho e jogue no molho. Distribua a mistura nos três potinhos.

Imagem

– Pre aqueça o forno por 15 minutos em temperatura alta.

Imagem

– Jogue o parmesão por cima, e leve ao forno por mais 10 minutos.

Eu comprei nos EUA para mim um maçarico, então eu tostei meu parmesão na mão, mas se você não tiver um, coloque o seu forno no modo griil para gratinar o queijo.

Imagem

Depois só servir e se deliciar!

Quando fizer alguma receita do blog ou for em alguma indicação nossa, não esquece de tirar foto e marcar o blog no instagram (@parafalaraverdade).

E curte o nosso instagram para ficar por dentro de tudo do blog!

Beijos,

Paulinha

A nossa verdade

Quando colocamos a nossa opinião no blog, não estamos nos referindo ao que o restaurante é, mas, sim, o que ele foi para nós durante as horas em que lá permanecemos.

Eu penso que, quando resolvemos sair de casa, esperamos ser bem tratados e bem servidos. Ninguém sai do conforto do lar pra pagar para ser maltratado, né?
Percebo que muitas vezes o dono do lugar nem sabe que os garçons são ruins ou que os pratos demoram, e muitas vezes eles até sabem, mas não ligam.  Eu fico na esperança de que se eu contar pra alguém, o dono fica sabendo e muda.

 
Eu resolvi criar esse espaço porque muitas vezes eu vou a um lugar e passo tanta raiva que gostaria que alguém tivesse me contado que não é bom. Ou então perco muito tempo sem descobrir o meu lugar ao sol, um restaurante pra chamar de meu!
Mas muitas vezes o que acontece é a impressão de uma noite que, para o estabelecimento, deu errado. Seria como uma pessoa que nunca te viu na vida conversar com você no seu único dia de mal humor. Às vezes você é até legal, mas quem foi mal tratado não vai ficar testando até achar o dia bom.
Tem lugares que a gente ama, e, mesmo não sendo bem atendido volta! Um exemplo perfeito para mim é o Projeto Sabor (farei mais para frente um review sobre ele), que é um dos meus lugares preferidos, mas toda vez que vou lá tenho, pelo menos, algum pedido errado. Só que amo tanto a comida que acho que compensa um erro ou outro. 
Então darei sempre a minha opinião, a minha verdade, mas convido a cada um dos leitores a viver a própria experiência e depois comentar aqui. Quem sabe não terei uma segunda visão de algum lugar?

Receita de Risoto com Bife de Chorizo

Imagem

Eu não consigo explicar de onde surgiu a minha vontade de fazer risoto. Sei que de uns tempos para cá eu resolvi fazer esse prato pelo menos uma vez por mês.

No inicio eu tinha mania de fazer de cheddar (gordinha é assim galera, não basta ser queijo, tem que ser o queijo mais gorduroso). Ficava bom, mas não era sensacional.

Passamos para o de parmesão, que é muito bom quando a estrela do jantar (ou do almoço, respeito quem gosta de morrer de comer no inicio da tarde) for outra coisa, por exemplo, uma carne diferente, já que o risoto parmigiano é mais leve, então a carne tem a oportunidade de se destacar.

Depois o momento foi do gorgonzola! Que coisa linda é o gorgonzola! Que queijo magnífico! Fizemos esse e nos apaixonamos perdidamente. De longe o mais gostoso! Mas como ele é forte, é necessário pensar bem como ele vai ser acompanhado, já que quando for de gorgonzola, quem shine bright like a diamond é o risoto!

Claro que pessoas rhycas querem pratos requintados, então em dias de esbanjar dinheiro eu faço de brie com Parma! (é gostoso, mas não é sensacional! E é o triplo do preço!)

Eu amo sair para jantar, amo a Risoteria Sorriso, amo arrumar, maquiar, procurar vaga, pagar uma pequena fortuna para o manobrista. Tem dias que a gente quer a mordomia de ser servido, né? Mas por outro lado tem dias que eu quero mesmo é cozinhar, colocar a mão na massa e gastar pouco! Para vocês terem uma ideia a média de pratos na Risoteria é de R$ 50,00 + REFRI+ 10%. Agora olha o preço do risoto feito em casa: Arroz arbóreo +/- R$ 10,00 + Vinho +/- 20,00 + gorgonzola +/- 20= R$ 50,00 (UM QUILO DE RISOTO!!!!). A diferença é absurda!

Então mão na massa que eu já falei demais!

Imagem

Receita do risoto de gorgonzola (4 porções):

  • Ingredientes:

2 xícaras (chá) de arroz arbóreo

5 colheres (sopa) de queijo gorgonzola

2 colheres (sopa) de azeite

1 colher (sopa) de manteiga

1 xícara (chá) de vinho branco seco

1 1/2L de caldo de galinha (se for usar cubos, dissolva apenas 2)

queijo parmesão ralado a gosto

  • Modo de Preparo:

Coloque a água para ferver. Quando ferver, jogue o caldo de galinha (se você tiver uma mãe vegetariana agrade-a e jogue caldo de legumes). Mexa bem e reserve a panela.

Em outra panela, coloque o azeite e o arroz arbóreo e dê uma fritada leve (leve significa de até 1 minuto). Coloque o vinho (o vinho tem que cobrir o arroz), espere 2 minutos (eu sempre conto no relógio), e comece a colocar a água.

Coloque uma concha de água, mexendo o risoto sem parar, girando, girando, girando prum lado, girando, girando, girando pro outro.

Quando a água secar, mais uma concha de água. Repita o procedimento até o momento em que o risoto fique al dente (em outras palavras, você perceberá que ele está cozido, mas ainda está durinho).

Quando colocar a ultima água não deixe que ela seque demais, pois é bom um risoto mais molhado. Coloque a manteiga e desligue o fogão. (A manteiga serve para deixar o arroz mais desgrudado, se você vive de regime, pode pular essa parte, eu vivo fazendo sem manteiga, mas, obviamente, fica mais gostoso se colocar).

Parta o queijo em pedacinhos e jogue por cima do risoto, mexendo de forma a incorporar o queijo no arroz.

Sirva em uma travessa bem bonita, ou no próprio prato, e salpique parmesão!

Tcharám! Está pronto!

 Imagem

Acompanhamento (4 porções):

Eu não como nada que vem da água (por água subentenda-se: rios, mares, lagos, represas, poças d`água, pia, aquário,  oceano, banana d`água – OPA, SE TEM ÁGUA NO NOME EU NÃO COMO!), então acompanhamento para mim significa carne!

Eu gosto de comer o risoto de gorgonzola com um lindo chorizo!

E fazê-lo é bem simples:

  • Ingredientes:

 4 Bifes de Chorizos

  • Modo de preparo:

Esquente a frigideira até não poder mais, quando ela estiver a ponto de queimar, jogue manteiga (olha, você não economizou calorias até agora, não invente de jogar azeite e destruir um prato perfeito não! E se jogar margarina é sem papo comigo depois!) e coloque o bife.

Espere a carne selar (significa: deixe tempo suficiente pra crosta ficar pretinha), vire e repita o procedimento!

Quando você retirar a carne ela estará queimadinha por fora e crua por dentro.

Se você prefere a carne bem passada…. eu não posso ajudar! Hahahahah

Eu não sei fazer carne passada, gente! Desculpa!

Vai me dando uma aflição sem fim ver o meu bifinho pegando fogo que eu tiro ele do fogão!

Imagino que quem quer bem passado não deve esquentar tanto a frigideira, que aí a carne não sela, ela cozinha (ARREPIO SÓ DE PENSAR!!!). E deixa mais tempo, esquece ela no fogão. (Eu cheguei essa conclusão usando a física, se a frigideira estiver mais fria ela vai cozinhando mais a carne, mas para falar a verdade, é só a física mesmo, porque não sei na prática como isso funciona.)

DICAS:

– Eu e o Lucas descobrimos que é melhor fazer risoto em panelas grandes e rasas, porque o risoto inteiro cozinha por igual e fica mais soltinho.

– tem que mexer sem parar, sem parar, sem parar! Eu sugiro montar um time e fazer revezamento de braço!

– Do momento que coloca o risoto na panela, ele demorará em média meia hora (podendo ficar um tempo a mais ou a menos dependendo do tamanho da panela, da potencia do fogão e tal).

– Eu faço o risoto em fogo médio. O fogo baixo me deixa aflita da demora e o fogo alto não me permite coçar a orelha se for preciso porque um minuto sem mexer queima.

– Troque o queijo até achar o seu paraíso, eu custei a achar o meu. O gorgonzola é muito forte, logo ele é usado bem menos. O brie é muito fraco então precisa de mais queijo para a mesma quantidade de risoto.

Mude o queijo:

Para a mesma quantidade de arroz use:

– 180 g de queijo brie em cubinhos;

– 125 g de queijo cheddar picado;

– 50 g de queijo parmesão

– Pode ser feito outro acompanhamento: salmão, peça de atum, picanha, medalhão, cogumelos. Mas tudo simples, sem molho para não conflitar com o queijo.

– Se não é você que ficará misturando aproveite esse tempo para rir da cara do amiguinho que ficará sem braço!

– Coloque um jazz para tocar, arrume uma mesa bem bonita, compre Coca-Cola KS e faça um estilo mais chique, espalhe velas e candelabros e reviva o momento que uma boa comida, uma boa música e uma excelente bebida podem te proporcionar!

E aí gostou?

Deixe um comentário e nos conte a sua experiência, o seu risoto preferido, nos mande receitas diferentes e fotos de seu prato!

Se fizer uma receita nossa, poste no instagram e marque o blog (@parafalaraverdade), eu vou AMAR saber!

Ah, lembrem-se sempre que, qualquer dúvida, é só mandar aqui no blog que eu respondo!

Bom apetite!

Receita de Hambúrguer Caseiro

ATUALIZAÇÃO: 

Sorteio de um Livro de Receita personalizado de 3 meses do blog! Do dia 23/06/2012 até o dia 06/07/2013 às 12:00!

https://parafalaraverdade.wordpress.com/2013/06/23/sorteio-do-livro-de-receita/

Corra e concorra ao seu!

Imagem

Eu sou completamente apaixonada por carne, então nunca fui muito fã de hambúrguer. Para mim Mc Donalds comete atrocidades ao prensar uma carne e torrá-la até não poder mais. Além de que aquilo não tem gosto de carne, de tantos conservantes, né?

Por muito tempo, então, eu achei que não gostava de hambúrguer, pois só conhecia isso por fast food (ecas eternos!)… Até que eu conheci o DUKE N´ DUKE! Provei meu primeiro primeito pedaço naquele lugar e minha vida mudou! A carne é alta, super macia e tem gosto de carne de verdade. Depois desse dia, comecei a me interessar mais por esse prato. (Calma! Logo, logo vem um post sobre o Duke!)

Certo dia, eu estava assistindo TV em casa e passou no GNT uma receita de hambúrguer! Não tinha como não testar, né?

E não é que deu super certo? Eu amo sair para jantar, mas cozinhar em casa e fazer o meu prato do jeito que eu gosto é incrível! Eu não curto salada, então, para mim, hambúrguer  é algo mais simples, mas quem gosta vai incrementando até virar uma perdição!

E é claro que sem batatinha não combina!

Vou passar aqui a receita, com algumas adaptações feitas por mim:

Para as batatatinhas:

Ingredientes:

3 batatas médias

2 colheres (sopa) de azeite

Sal (a gosto)

Modo de preparo:

Preaqueça o forno em 200ºC (temperatura média-alta). Lave bem, seque e descasque as batatas. Com ajuda de um mandolin (fatiador de legumes) – alguém realmente sabe o que é isso? Juro que acho que o Lucas inventou essa palavra! – fatie as batatas. Transfira para uma tigela, regue com 1 colher (sopa) de azeite e misture bem. Em duas assadeiras antiaderentes, pincele azeite e distribua as rodelas de batata. Pincele a batata com azeite, tempere com sal e leve para assar por 20 minutos.

 (Nota do blog: pra cortar as batatas, nós usamos o multi processador da Walita, daqueles que fazem suco, massa, doce, pão, lavam, passam e cozinham. Você consegue ajustar a espessura que você quer o corte e fazer a batatinha do jeito que você gosta, mais fininha ou mais grossa, além de dar muito menos trabalho que fatiar batata por batata.)

Para o hambúrguer de 180g:

Ingredientes:

720g de fraldinha moída com gordura (se preferir, use metade de peito de boi moído. Cerca de 20% do volume total é a melhor proporção de gordura para carne de hambúrguer. Uma carne muito magrinha produz um hambúrguer ressecado)

2 colheres (sopa) água

2 colheres (sopa) azeite

Sal (a gosto)

Pimenta-do-reino moída na hora (a gosto)

Modo de preparo:

Em uma tigela, coloque a carne, a água, o azeite e misture rapidamente com as mãos. Divida em 4 bolas (180 g cada) e achate, formando o hambúrguer. Coloque sobre uma superfície plana e vá acertando as laterais (empurrando para dentro). A ideia é formar uma paredinha reta para o hambúrguer ficar alto. Lembre-se de que ele encolhe ao cozinhar, por isso, deve ficar um pouco maior do que diâmetro do pão. Com o polegar, faça uma marca bem no meio da carne – quando ela cozinha, dá uma inflada e, sem a marca, o hambúrguer fica abaulado. Se não for cozinhar na hora, leve para a geladeira, a carne deve estar bem fria.

Espalhe um pouco de azeite numa frigideira grande e antiaderente, que tenha tampa. Leve ao fogo alto. (Caso não tenha uma grande, use duas frigideiras ou faça em etapas, retirando os dois primeiros hambúrgueres 2 minutos antes do tempo e transferindo para o forno, sobre o pão. Assim eles terminam de cozinhar enquanto você prepara os outros dois.) – Pausa dramática aqui! Não coloque em uma frigideira muito quente vários hambúrgueres, pois ele “roubam” o calor e aí tudo esfria. Carne boa é feita em frigideira de ferro, bem quente, uma por uma! QUEM DISSE QUE FÍSICA NÃO SERIA MAIS USADA – . Tempere generosamente com sal um lado dos hambúrgueres. Vire e tempere o outro lado. Se quiser, tempere com pimenta-do-reino moída na hora. Quando a frigideira estiver pelando, transfira a carne e tampe. Deixe dourar por 1 minuto e vire. Para um hambúrguer mal passado, deixe no total 4 minutos, virando de minuto em minuto. Para o hambúrguer ao ponto, são 6 minutos no total. (Nota do Blog: Esse tempo pode variar de acordo com o fogão, a panela, a qualidade da carne, etc).

Observações:

O sal deve ser colocado no final, já na hora de fritar o hambúrguer, pois se misturar o sal com a carne ele fará perder água, deixando-a menos suculenta; (Nós não queremos isso!)

– Troque o tipo de queijo, faça com Cheddar, Brie, Muçarela;

– Procure receitas de molhos e incremente o hambúrguer;

– Se curtir coloque tomate, alface, picles, ovo frito;

– Se não quiser viver mais muitos anos mesmo, compre fatias de bacon, frite e coloque no hambúrguer!

– O pão ser de qualidade faz muita diferença, então para um hambúrguer gourmet compre uns pãezinhos legais no Verde-Mar.

– Decore sua casa de anos 50, espalhe fotos de coca pela casa, compre copos vermelhos e se sinta em uma lanchonete dos EUA! Entrar no clima faz bem pra brincadeira!

A receita original, além de outras receitas maravilhosas, você encontra no site do GNT: http://gnt.globo.com/receitas/Hamburguer-ao-molho-de-mostarda-sobre-galetes-de-batata.shtml

Imagem

Bom apetite!

DICA: A carne pode ser comida a noite e sem peso na consciência! Proteína é bom para todo mundo e é indispensável,  até para aqueles que, como eu, estão de regime! (Não estou dizendo que é de boa enfiar a cara no filé todo dia! haha).

Então quem quiser fazer a receita durante a semana, mas não quiser sair do programa especial e light , faça o hambúrguer no grill sem óleo (dá certo, ele não gruda!), compre um pão integral (feio, ruim, mas ajuda a emagrecer) e ao invés de queijos gordurosos coloque um queijo minas light!

Assim teremos um lanche gostoso, que sai da rotina e não deixa ninguém triste por ter quebrado a dieta durante a semana!

PERFEITO!