Folhado de Brie com Mel

Sexta-feira é dia mundial da gordisse, todo mundo sabe!

Mas como gordisse para mim é assunto sério, eu começo a pensar o que farei na sexta, na segunda!

Atualmente meu maior desejo é fazer um filé a wellington (nada mais, nada menos que um filé envolto em uma camada de massa folhada com parma e funghi!) Mas a quaresma colocou-o em espera.

Mas como eu não conseguia parar de pensar em massa folhada resolvi fazer um de mel e brie! (Hmmm)

E foi a decisão mais sábia que eu já tomei, afinal é ridiculamente fácil fazer!

  • Ingredientes

Massa folhada (a gente compra pronta no supermercado)

Um triângulo de brie

Mel

  • Como Fazer:

Abra a massa folhada em uma superfície lisa jogando bastante farinha de trigo para ela não grudar.

Imagem

Quando estiver da espessura desejada corte no formato que você pretende fazer.

Obs: Não se esqueça que você precisa fechar BEM a massa pro recheio não escorrer na hora de assar, então deixe a massa de um tamanho bom para fecha-lá

Imagem

No nosso caso recheamos com brie e mel.

Mas você pode rechear com parma e brie, com vários queijos diferentes, com brie e alho poró, calabresa e mussarela (NOH, ACABEI DE PENSAR NISSO E TO ME ACHANDO SENSACIONAL), com bacon (só bacon mesmo!), etc.

Imagem

Depois de recheado é só fechar ele BASTANTE (To falando isso sem parar, porque os meus vazaram na forma, e tinha mais brie no alumínio do que dentro dos meus folhadinhos!)

Imagem

 

Depois de pronto, coloque no forno (que já deve estar pré-aquecido – 180ºC)

Espere até eles ficarem dourados e retire e coma de olhos fechados!

Imagem

 

É isso, espero que gostem!

 

Quando fizer alguma receita do blog ou for em alguma indicação nossa, não esquece de tirar foto e marcar o blog no instagram (@parafalaraverdade).

E curte o nosso instagram para ficar por dentro de tudo do blog!

Beijos,

Paulinha

Receita de Cupcake de oreo com Doce de Leite

Vou aproveitar a nova fase do blog, as recentes mudanças, a minha viagem aos EUA, e a chegada do Oreo no Brasil para colocar nesse humilde, maravilhoso, simples e delicioso blog uma receita de um Cupcake de oreo.

Imagem

Vamos aproveitar que o biscoito tá quase no preço do Negresco e aproveitar, né?

Ingredientes:
24 biscoitos OREO

1 pote de doce de leite

1 massa pronta de bolo (quem quiser pode fazer um bolo normal de chocolate, mas se pode simplificar, para que complicar, sabe? O foco é o oreo e o doce de leite não o bolo em sí)

Modo de preparo:

Passe o doce de leite no biscoito, e una um biscoito com outro, de forma a fazer um sanduiche com dois biscoitos.

Imagem

Coloque o oreo em uma forminha de papel de cupcake, e depois preencha com a massa de bolo pronta (claro que todo mundo vai seguir as instruções e fazer a massa certinho, né?).

Imagem

Pre aqueça o forno a 150 graus, depois coloque os cupcakes. Asse por 15 ou 20 minutos, ou até que ele fique corado. Sirva em seguida e me conte como ficou.

Imagem

Ah, essa receita faz 12 bombinhas calóricas bolinhos.

Beijos,

Paulinha

Pão de queijo proteíco

Como vou inaugurar uma parte nova do blog hoje, eu vou contar um pouco da minha história.

Muita gente já me pediu (e já reclamou também) que eu não posto receitas lights no blog. A minha resposta sempre foi muito óbvia e simples: primeiro porque eu não gosto, segundo porque esse blog é lugar de gente feliz, terceiro porque não é gostoso.

Mas ao mesmo tempo as postagens eram um pouco incoerentes com a minha vida, sabe? Bom, eu já fui um bebe gordinho (tipo Buda, gordo e careca, sabe?), já fui uma criança muito magra (já tive o apelido de Olivia palito), já fui uma criança gordinha, fiquei muito magra em uma parte da minha adolescência, e durante o meu terceiro ano eu engordei loucamente. No inicio era um quilo, eu pensava: ah, semana que vem eu vou perder isso, até que, do dia pra noite, foram 10 kg!! DEZ!!  Tá que não foi exatamente do dia pra noite, demorou 3 anos, mas eu já não me dava conta mais de que engordava. Quando foi em dezembro eu comecei a ficar angustiada com o meu peso, me olhava no espelho e ficava mal, e supria a tristeza com comida, duh, óbvio!

Depois de muito tempo resolvi que iria entrar na nutricionista e me dei exatos 12 meses para perder todos esses quilinhos a mais. Resultado? Já perdi 7, mudei completamente a minha alimentação, mas tem um ano que eu sou, comidamente, infeliz. Por que, na boa, não tem como fechar o olho para degustar um pão integral, uma salada, um IOGURTE (eca!)! Mas como meu foco é grande, e ter esse blog parece até um pouco irônico, eu consegui.

Só que, JURO PRA VOCÊS, depois de um tempo com a alimentação saudável seu corpo vai acostumando com isso, e vai rejeitando comidas gordurosas, sabe? (Gente, eu já não sinto mais vontade de comer bacon com pão de queijo no café da manhã – VITÓRIA!) e por mais que eu ame esse tipo de comida, estava buscando uma alternativa mais light. E foi numa dessas que eu pesquisei se existia um pão de queijo que a gente pudesse comer sem culpa, ou com pelo menos pouca culpa (porque eu posso até estar de regime, mas estarei de regime bebendo Coca Cola e comendo pão de queijo) e desde esse dia eu descobri que existe UM MUNDO PARALELO DOS MAGROS!!

E agora o blog vai contar com essa parte também, na qual eu postarei receita de NUTELLA, PASTA DE AMENDOIM, BOLO DE CHOCOLATE, PÃO DE QUEIJO, BISCOITO DE AMENDOIM, FONDUE, e PIZZA. LIGHT!!! LIGHT!!!!!!!!! LIIIIIIIIIIIIIIIGHT!!!!!!!!!!!

E inauguro agora o #geraçãopaula no qual a gente come coisa de gordo no final de semana, e come comida de gordo disfarçada durante a semana, e ainda brinda com Coca-Cola! Porque ser magro é ser feliz!

Ok, feita essa introdução, esse desabafo e essa noticia maravilhosa, vamos à receita!!!

Imagem

PÃO DE QUEIJO PROTEICO (Porque a primeira mudança pro mundo light é chamar todos esse alimentos de proteicos)

INGREDIENTES

1 pote de cottage light 0% gordura

140 g de ricota

1 ½ xícara de polvilho de mandioca

½ xícara de farinha de aveia

1 colher de sal

2 ovos

Ervas a gorsto

Como fazer:

Em uma vasilha desepeje o polvilho e a aveia, misture, faça um buraco no meio, despeje os ovos e misture bastaaante. Coloque o cottage, a ricota, sal as ervas e mistura mais.

Faça bolinhas e asse! Ah, pode congelar!

Mas fica bom mesmo? Ahhh, vamos dizer que o seu paladar tem que acostumar com o sabor! Hahahah

O gosto da aveia é forte, é por isso que eu coloco as ervas, para disfarçar bastante. Não vou te dizer que é booom, maravilhoso, sensacional não, mas tem três semanas que eu não como Forno de Minas! Eu como com pasta de ricota (mais proteína) e aí fica até gostoso, sabe? Mas é coisa de costume mesmo, chega uma hora que você super aceita.

Claro que não é que porque é proteico que você vai sentar e comer 20 pães de queijo, mas é um ótimo lanchinho de final de semana!

É isso, espero que vocês gostem!

E fiquem tranquilos, que as receitas gordas e maravilhosas não sumirão daqui!

Beijos,

Paulinha

Não se esqueçam de seguir o instagram do blog (@parafalaraverdade) e curtir a nossa página no face.

Receita de Brownie

Encontramos a receita do Brownie do Rapha no site do Mais Você.
Para quem não conhece, o Rapha é um menino de Juiz de Fora que, inspirado também por uma receita que ele viu no Mais Você, resolveu fazer Brownies para vender e conseguir uma graninha extra. A receita ficou tão boa e o sucesso foi tão grande que o Rapha abriu lojas e vende pela internet para o Brasil todo.
Se voce quiser conhecer mais sobre a historia dele clique aqui

Ingredientes:
10 Ovos
200 Gr de Farinha de Trigo
200 Gr de Manteiga
425 Gr de Açucar
700 Gr de Achocolatado

Como fazer:

image

Junte os ovos e o açúcar , bata por uns 5 minutos até formar um creme.

image (1)

Una a manteiga e a farinha e bata por mais 5 minutos até unir a farinha e a manteiga ao creme. Una ao final o achocolatado e bata por 5 minutos.

image (2)

A massa está pronta!
Unte uma assadeira de 45×30 cm, com manteiga e farinha. Pré-aqueça o forno até 180 Graus.
Leve a assadeira ao forno por 30 minutos, e utilize um palito para acompanhar o ponto da massa.

image (3)
O palito de deve sair quase sequinho, com pequenos pedacinhos de massa ao redor.
Nem molhado e nem seco!

image (4)

Super fácil!

Quero fotos! E para quem animar incrementar na cobertura vou colocar as fotos dos Brownies que o Rapha vende nas lojas dele!

543867_601306673248058_22551692_n 544545_605814656130593_1647919753_n

Obs: Ah, se alguém resolver vender, rola de repassar 10% para o Para Falar a verdade, ne?

Beijos,

Paulinha

Facebook: https://pt-br.facebook.com/BrowniedoRapha?filter=1
Site: http://www.browniedorapha.com.br/

Bolinhas do paraíso – Bolinhas de queijo

Imagem

A receita de hoje é incrível, são chamadas de bolinhas do paraíso, porque não tem como ser melhor que isso.

É uma receita simples e muito fácil de bolinhas de queijo. O mais legal dela é que você não tem que fazer a massa e depois rechear com o queijo, mas simplesmente misturar tudo e fritar, deixando a bolinha mais gostosa e fácil de fazer.

O Lucas que achou a receita no site do Mais Você.

· Ingredientes:

100 g de polvilho doce (1 xícara de chá rasa)

3 ovos

500 g de queijo minas padrão ralado no ralo grosso ou queijo meia cura (4 ½ xícaras de chá)

sal a gosto

Orégano a gosto

· Como fazer:

Misture 100g de polvilho doce com 3 ovos até formar uma mistura homogênea. Coloque os 500g de queijo minas ralado, pode ser o queijo meia cura também. Pegue a massa e leve para a geladeira por duas horas.

Se você é como eu essas duas horas serão as mais longas da sua vida. Confesso que eu tenho uma certa preguiça de receitas que me fazem esperar, eu sou ansiosa e não gosto de ficar atoa muito tempo, mas nesse caso vale a pena. Se você quiser ver um filme bem legal nesse meio tempo vale a pena! Faz a espera ser mais rápida!

Duas horas depois, pegue a mistura da geladeira, e faça pequenas bolinhas com as mãos. Pronto, agora é só fritar!

Essa receita rende muito, faz cerca de 60 bolinhas pequenas. Caso você não seja uma pessoa louca que comerá todas de uma sentada só, congele o que sobrar e frite quando quiser!

Imagem

Dicas:

Meu pai comprou uma maquina chamada airfryer, e eu juro que farei um post para falar mais sobre ela. Essa maquina é incrível, ela frita no vapor e não utiliza óleo. Quando eu fiz a bolinha nela ficou incrível, mas ela virou uma panqueca de queijo, porque como não tem massa ela perdeu a forma. Neste caso passamos a bolinha na farinha de rosca e colocamos no congelador, fazendo assim ela fica crocante por fora e com forma de bolinhas.

Imagem

É isso!

Espero que amem, e que voltem e me agradeçam muito por ter dado a melhor receita da vida de vocês!

Novamente peço desculpas pela demora a postar, mas viajei com a família para Campos do Jordão – farei um post com dicas de lá, e depois fui pra JMJ ver o Papa Francisco, aí dá até pra entender, né?

Mas as férias acabaram a rotina volta e os post regulares também!

Beijos,

Paulinha

Quiche

Eu estava um pouco sem ideia de qual receita postaria hoje, mas uma amiga minha pediu a receita dessa Quiche e eu achei que caberia perfeitamente nessa segunda-feira fria de julho!

Eu amo essa receita de quiche, e o mais incrível foi que eu a fiz em um dia que eu estava com desejo de comer quiche, mas não tinha como ir ao Verdemar comprar, aí a solução foi abrir os armários e geladeiras lá de casa e fazer a minha. E, para a minha incrível surpresa, ficou incrível!

Imagem

  • Massa:

2 xícaras de farinha de trigo

1 colher de sal

2 gemas

1 xícara manteiga

Amasse com a ponta dos dedos a farinha, a manteiga e o sal até que a massa vire uma farofa (acredite em mim, você saberá exatamente o momento que isso acontecer)! Nesse momento você terá certeza que a massa não dará liga. CALMA, apenas coloque as duas gemas e amasse bem, até que a massa fique homogênea.

Espalhe a massa por uma forma até cobri-la totalmente, e faça uns furinhos.

  • Recheio:

1 xícara (chá) de leite
1 xícara (chá) de creme de leite fresco
4 ovos
80 g de bacon em cubinhos
80 g de queijo gruyère
sal e pimenta-do-reino a gosto

Agora que a massa já está pronta, reserve.

Pré-aqueça o forno em temperatura média – 180°C – e vamos fazer o recheio.

Em uma panela frite o bacon até que ele fique dourado. Depois de pronto, separe.

Em uma tigela, junte o creme de leite fresco, os 4 ovos e o leite e bata todos com um garfo ou um fouet até que a mistura fique homogênea. Tempere com sal e, se gostar, com pimenta do reino.

Pegue a massa novamente e coloque o queijo, o bacon e o creme e leve ao forno para assar por meia hora ou até que a superfície da massa fique dourada.

Muito fácil! E o melhor é que a massa é igual à da torta de limão, a famosa massa podre! Quem quiser trocar o recheio pode substituir o bacon por alho poró e seguir os mesmos passos. Use dois alhos porós (só a parte branca), e faça com ele igual fizemos com o bacon (dourar na frigideira).

Vocês podem inventar também, fazer com vários tipos de queijo, colocar calabresa, é só ir adaptando. Se der errado, faça de novo até dar certo!

Espero fotos no instagram, hein? (@parafalaraverdade)

Beijos,

Paulinha.

Kone de Brie com um toque de gorgonzola e mel; Batata assada com queijo e filé com crosta de queijo azul; Kone de Limão

Eu e o Lucas temos um combinado: nunca sair pra jantar no dia dos namorados. Eu tenho aflição só de pensar. Restaurante lotado, garçons enlouquecidos e perdidos.

Então, sempre cozinhamos. Esse ano teve um peso maior: pensar um jantar completo para colocarmos no blog. Eu e ele nunca fazemos entrada nem sobremesa. Entrada porque a gente nunca lembra e a sobremesa porque nunca sobra espaço.

Ficamos pensando muito, procurando várias receitas e, depois de um mês, chegamos ao jantar ideal.

Não consigo explicar o quanto ele estava maravilhoso. Eu hoje estou vivendo uma depressão de “já passou”,porque tudo estava muito gostoso.

Vamos lá, porque o post vai ser grande!

  • Entrada: Kone de Brie com um toque de gorgonzola e mel.

Imagem

Sabem aqueles canudinhos de doce de leite? Então, é feito com ele mesmo!

Ingredientes:
150g de Brie
30g de gorgonzola
1 pacote de canudinho
Mel

Como fazer:
Corte o brie e o gorgonzola bem pequenos, coloque em uma cumbuca e ponha por um minuto no microondas. O queijo vai derreter bem, tire do microondas e misture bem até virar um creme. Se você gostar jogue mel, eu não faço ideia de quanto mel eu pus, mas deve ter dado umas duas colheres. Como eu não curto muito o mel fiz depois uma parte pra mim sem.

Pensei depois que dá, também, pra picar o parma bem fininho e colocar na mistura ou fritar pedaços MUITO pequenos de bacon e colocar na mistura também.

O queijo quando sai do microondas é muiiito mole, então é muito fácil de colocar no kone. Quando ele esfria ele vai voltando a ficar mais encorpado. É gostoso de comer ainda quente, com o queijo derretendo.

Então, é sensacional! A massa do kone é frita, e muito crocante e fica maravilhosa com o queijo cremoso. Eu não sou muito fã de mel, mas gostei demais! Deu uma quebrada no sal do gorgonzola!

  • Prato Principal: Batata assada com queijo e filé com crosta de queijo azul

Imagem

Filé com crosta de queijo azul

 Ingredientes:

Filé Mignon (600g)
50 g de queijo azul (Roquefort e Gorgonzola)
1 colher de sopa de manteiga
¼ de xícara de farinha de rosca
Ervas a escolha (eu coloquei manjericão, orégano, pimenta, alecrim, etc)

 Modo de fazer:
Corte de forma bem pequena os queijos, e, com a ajuda de um garfo, amasse-os com a manteiga. Adicione a farinha e as ervas vá misturando aos poucos, de forma que vire uma pasta.

Esquente bastante uma frigideira e, se você gosta de carne mal passada, sele. Se preferir a carne mais bem passada, deixe a frigideira em uma temperatura mais baixa e vá cozinhando a carne de forma que ela não fique tão crua por dentro. Você pode fazer com a carne que preferir. Eu fiz com dois medalhões, mas pode ser dois bifes, pode comprar uma peça e cortar pedaços. Vai do gosto de cada um.

Quando a carne estiver no ponto desejado, retire da frigideira e coloque a pasta em volta dele. Ponha ao redor de todo o bife, envolvendo ele mesmo, tipo uma capa.

Imagem

Esquente bastante a frigideira, e coloque o bife com a pasta até que vire uma crosta crocante. Deixe o tempo suficiente para que fique dourada.

Batata Assada:

Imagem

Ingredientes:
Duas batatas grandes
Azeite de oliva
2 colheres de manteiga
Sal
Parmesão ralado,
Gorgonzola
Alecrim seco

 Modo de preparo:
Corte as batatas de forma que não chegue até o final. Coloque entre as rodelas de batata um quadradinho de queijo gorgonzola e o parmesão, intercalando os dois queijos. Em um recipiente separado ponha a manteiga, misture até que ela fique mais mole e coloque ervas, depois besunte a batata e jogue azeite por cima e depois sal.

Imagem

Pré-aqueça o forno a 200°C e coloque a batata. Deixe por aproximadamente 1 hora. Mas esse tempo dependerá do forno. Se for necessário colocar mais tempo, não tem problema. Quando ela estiver macia e dourada retire.

  • Sobremesa: Kone de Limão.

Imagem

Eu e o Lucas nunca conseguimos comer entrada, prato principal e sobremesa. Então nem tínhamos planejado fazer, mas os canudinhos estavam comprados e não usaríamos todos para fazer a entrada. A solução achada é canudinho de doce de leite.

Pensando mais sobre isso, desejei fazer uma tortinha de limão, mas fazer a massa me dava preguiça. Então uni o útil ao agradável e fiz um Kone de Limão, que nada mais é do que os canudinhos com o recheio da torta. Ficou delicioso, sensacional e toda vez que eu lembro eu quero mais! E o melhor de tudo é que é simplesmente ridículo de fazer!

Ingredientes:
Canudinho
1 lata de leite condensado
1 limão e meio.

Modo de Fazer:
Coloque em um recipiente uma lata de leite condensado, esprema o suco de um limão e meio e misture bem, de forma a ficar uma mistura homogênea. Prove, veja se está do seu gosto, eu prefiro mais doce, tem quem goste com um gostinho mais forte de limão. Se necessário coloque a outra metade. Agora é só preencher os canudinhos.

Eu enfeitei os meus com raspa de limão.

  • Harmonização de vinhos:
O Para Falar a Verdade tem um novo parceiro, a V&A Vinhos Franceses! Atendendo a pedidos dos amantes dessa bebida, agora nossos posts terão dicas dos melhores vinhos para se harmonizar com as nossas receitas! Não é sensacional? Vamos às dicas de hoje:
1) Entrada:
Espumante: Charmance – espumante da região do Vale do Loire. Composto 100% da uva Chenin. Bebida leve, com bolhas finas e persistentes, arredondam o paladar harmonizando-se perfeitamente com o queijo gorgonzola.  Apresenta notas de frutas cítricas, sendo assim a combinação perfeita com o queijo gorgonzola. Nesse caso poderíamos harmonizar com o vinho branco também, que sugeri para a sobremesa.
Preco Sugerido: R$50,00

2) Prato Principal:
Vinho: Moulin de Bourdieu – vinho tinto da região de Bordeaux – Apelação Médoc (apelação é uma sub-região). Composição de uvas: 60% Merlot e 40% Cabernet Sauvignon. É um vinho que harmoniza perfeitamente com carnes, tendo em vista apresentar um corpo médio, arredondado e bem sedoso, devido apresentar em sua maioria Merlot.
Preco sugerido: R$60,00
3) Sobremesa
Vinho: Chene Saint Louis. Vinho branco da região de Sancerre. Composição de uvas: 100% Sauvignon Blanc. Casamento perfeito com o limão, tendo em vista a presença de notas cítricas no paladar.
Preço Sugerido: R$80,00

Todos os pratos podem ser servidos com espumante, o que fica uma delícia também!

Todos os vinhos do post, e muitos outros, são encontrados na V&A Vinhos Franceses. – Indico muito, pessoal!

www.veavinhos.com.br
http://www.facebook.com/VeAVinhosFranceses
Cel.: (31) 9803-2718

É isso!

Espero que façam as receitas e gostem! Eu amei o meu jantar, não mudaria nada.

Imagem

Observação: Pensei bastante se queria ou não fazer o post essa semana. Nem todo mundo sabe, mas eu sou apaixonada com política, sempre tive um desejo intimo de entrar para esse meio, desejo esse que foi abandonado pela repulsa do que os nossos governantes fazem no nosso país. Com as manifestações que estão acontecendo meu coração inflou de uma empolgação misturada com emoção e orgulho. E eu só penso nisso, só falo disso, só comento isso, só vejo isso e só leio isso. Pensar em postar uma receita, em divulgar isso no face me trazia um sentimento ruim, como se ao invés de falar de algo importante eu falasse apenas de receita, entende?

Depois de refletir, percebi que tenho muitas paixões, umas que me motivam, como as mudanças que estão sendo despertadas, umas que me acalmam, como cozinhar, e por isso decidi fazer sim o post da semana. De qualquer forma quero convidar os leitores não só a lerem e fazerem esse jantar, que está sim sensacional, mas a ir às ruas, a lutar, a divulgar o nosso direito, a mostrar a nossa manifestação pacífica, a entender a situação do Brasil, a despertar um gigante, não apenas esse que vai pras ruas, mas o gigante do patriotismo que tenho certeza que estava adormecido dentro de nós, em mim estava em um coma induzido por uma descrença gigante.

Que possamos despertar a nossa vontade de lutar, porque dá sim pra construir um país melhor! E cada um que faz a diferença, sim!

O que seria da África se não fosse Mandela? E se ele achasse que não faria a diferença? E se Martin Luther King não tivesse sonhado?

Que possamos sonhar, viver e lutar!

E o playlist de hoje não será de uma música para cozinhar, mas uma música que possa nos motivar!

Vem, vamos pra rua!

http://www.youtube.com/watch?v=3rMX_rrv36w