Deli Handmade

Imagem

Toda vez que abre  uma hamburgueria nova em BH a gente vai correndo conferir. Confesso que muitas vezes vou até sem expectativa, porque meu coração já foi tomado pelo Duke.

A Deli, por outro lado, chamou a minha atenção porque me falaram que a casa tinha a mesma linha do meu hambúrguer preferido. Num domingo a noite fomos então visitá-los.

O lugar é bem pequeno, um corredor basicamente, mas eles colocam mesinhas na calçada. Quando entrei já fiquei encantada com a decoração, cheia de quadrinhos engraçados, e um puff LINDO na frente da mesa que eu escolhi para sentar.

1888693_1399714446964297_268723607_n

Fomos bem recebidos, com garçons bastantes simpáticos. Ao pegar o cardápio já fiquei feliz, estava em um daqueles lugares que deveriam ter uma ficha pra você fazer um check em tudo que já experimentou, até o dia que conseguire experimentar o cardápio todo. Achei tudo delicioso, várias entradas maravilhosas, PÃO COM LINGUIÇA, MINHA GENTE!!! Hambúrgueres e sanduíches! Isso sem falar nas sobremesas, morri!

Imagem
Imagem

Pedi minha Coca, sem gelo e sem limão, por favor, e comecei a tentar decidir o meu prato principal.

Depois de muito pensar me decidi por um hambúrguer de costela (RIB DELI – R$ 32,90) e o Lucas, que esta de quaresma de carne vermelha, optou por um sanduíche de salmão (Salmão Escandinávia – R$ 31,90).

Pedido feito, só faltava esperar.

Pouco tempo depois, eis que começa a desfilar pelo salão um prato com o maior pão de hamburguer que eu já vi na minha vida, com um hambúrguer gigante dentro, e para me desafiar mais ainda tinha uma faca (daquelas de outback) fincada no meio do meu dele.

Imagem

Engoli seco, arregacei a manga, estalei o pescoço e comecei os trabalhos! A um simples partir do pão na metade eu já percebi que ia gostar do hambúrguer! A carne estava rosada, suculenta, carne de verdade, MARAVILHOSO!

Imagem

Na primeira mordida (difícil inclusive, por que ele não cabia na minha boca) fui no céu! GENTE, quem gosta do DUKE pode ir la feliz! Coisa maravilhosa o hambúrguer! No ponto perfeito! E as batatinhas também estavam sensacionais! Eu infelizmente não consegui terminar de comer, mas fui bem até.

Imagem

O do Lucas estava bastante bonito também, eu detesto salmão, então não consigo falar bem sobre o assunto, mas ele fechou o olho, encarou o sanduíche, sorriu pra ele e piscou no final! Resultado, acho que ele também amou.

Imagem

Quis pedir a sobremesa mas duas coisas me impediram:
1 – Não conseguia porque o hambúrguer ocupou todos os espaços vazios do meu ser
2 – Lucas TAMBÉM não esta comendo doce!

Mas voltarei lá, afinal tem o tal do picolé  enfiado num potinho com bolo de chocolate e calda fugde – vulgo a sobremesa do Paris 6

Impressões finais:
1 – É caro, não vai achando que é preço de Sam´s não! É preço de Duke pra mais, ou seja, é R$ 30,00 pra cima num hambúrguer, e mais de 20 na sobremesa. Mas vale! Ah se vale cada mordida daquela coisa mais maravilhosa

2 – Se você é uma pessoa normal, pode meiar um hambúrguer tranquilamente. Se você for um tiranossauro rex, peca um só pra você e se doe pra faculdade de medicina para ser estudado, afinal, você não é normal!

3 – COMA A SOBREMESA! Sério!

4 – Vá com várias outras pessoas para conseguir pedir a entrada! Eu to quase indo la só pra prová-las, mas se você estiver sozinho, ou só com uma pessoa, não dá pra comer entrada, um sanduíche e a sobremesa, acredita em mim.

Eu amei, e indico MUITO! Não teve absolutamente nada que eu não gostei e nem um ponto para melhorar.

Espero que gostem!

E quando forem, tirem uma foto e postem no instagram marcando o @parafalaraverdade! Vamos adorar ver e postaremos a foto no nosso instagram também!

Beijos e um ótimo inicio de semana!

Beijos,

Paulinha

 

Endereço: Rua Professor Antônio Aleixo 591, Lourdes | BH, MG

Site: http://delihandmade.com.br/

 

Arantes Botequim

Imagem

Depois de tudo conspirar a favor, chegamos ao Arantes.

Já tinha ouvido falar muito bem de lá, que é a mais nova casa de carnes nobres de BH.

Chegamos numa quinta-feira, umas 20h30 e a casa ainda estava vazia (quando dá umas 21h30 ela fica abarrotada). Subimos para o segundo andar , uma varanda deliciosa, porque estava mais fresquinho, e nos deparamos com um DJ.

Confesso que, na varanda, de frente pro tal DJ, a música estava muito alta e, como o meu jantar era eu e o Lucas, quisemos ficar mais longe pra conseguir conversar. Pegamos uma mesa mais afastada, música mais baixa, muito boa.

Me apaixonei pelo lugar! Fofo, com uma música deliciosa, e um ambiente muito agradável.

Pedimos o cardápio e eu amei diversas opções.

De entradas temos bolinha de queijo, pastel, filé com gorgonzola, carpaccio, camarão, etc. Nos não pedimos nada, porque a gente não aguenta comer entrada, prato principal e sobremesa.

Nos pratos principais várias opções maravilhosas que se dividem em pedir a carne em gramas (T-Bone, Filé, Picanha, entre outros) ou pedir os pratos.

Eu e o Lucas optamos pelo prato porque tínhamos o Duo Gourmet*, então tínhamos que pedir um prato pra ganhar outro.

Eu estava com desejo de comer costela tinha mais de três semanas, logo o meu pedido foi óbvio! O Lucas, por outro lado, pediu um medalhão de filé com batatas rústicas. (O garçom nos alertou que a costela era gigante, que dava para três pessoas, que não deveríamos pedir dois pratos, mas como estávamos ganhando outro optamos por não escutá-lo).

Ao olhar o cardápio mais de perto percebi que tinha uma sobremesa que eu sou apaixonada: petit gateau de doce de leite! Sobremesa também escolhida.

Imagem

Uma coca sem limão e sem gelo, por favor, e, pro Lucas, um Chopp da Heineken.

Enquanto a gente espera o meu prato chegar vou contar um pouco mais do preço da casa.

Então, achei lá com um custo beneficio muito bom. A costela era R$ 52,90, o Medalhão de filé 42,90; a Coca R$ 4,00; o Chop R$ 6,00 e o lindo do petit gateau R$ 20,00.

E, de repente, o garçom começa a subir a escada com dois pratos na mão. Meu estômago até revirou de felicidade e, quando ele coloca na mesa os pratos, eu e o Lucas trocamos olhares e começamos a rir.

Gente, era muiiiiito grande! Tinha muita costela! Confesso que bateu um desespero.

Imagem

A costela estava maravilhosa, tinha muita carne, bastante molho e uma montanha de batata frita! A costela é bastante diferente daquela do Ideal, porque, diferente deste, a do Arantes é mais firme, enquanto a do Ideal desmancha na boca e o barbecue é mais doce.

Eu gostei bastante da costela, mas, para falar a verdade, prefiro a do Ideal mesmo. O Lucas, ao contrário, preferiu a do Arantes.

Imagem

O medalhão…

A cada garfada dessa carne eu soltava exclamações! Nunca comi uma carne tão maravilhosa e macia na minha vida! Estava maravilhoso, simples assim! Eu que estava com desejo de costela, abandonei-a totalmente para me deliciar nesse prato maravilhoso!

Se você for ao Arantes pode pedir sem medo de ser feliz!

E depois de quase uma hora comendo, resolvi que ia parar, afinal estava na hora da linda da sobremesa.

Pedi o garçom para retirar os pratos, e depois pedi a sobremesa. E a resposta foi: tiramos o petit gateau do cardápio, posso oferecer outra coisa?

Quis chorar. Sabe quando você constrói o cardápio em cima de uma coisa e depois descobre que não tem? Poxa, porque não avisou antes!? Eu poderia ter comido mais uma costela, né?

Enfim, não gosto de doce, então nada mais me apetecia.

A noite foi ótima! Poderia ter sido maravilhosa, mas agora meu filho vai nascer com cara de doce de leite.

De qualquer forma eu adorei o restaurante, o atendimento, a comida e o preço.

Arantes, se prepare porque você vai me ver várias vezes!

Podem seguir meu conselho, e depois me contem como foi!

Não esqueçam de postar a foto no Instagram e marcar o blog! (@parafalaraverdade)

Beijos,

Paulinha

Endereço: Rua Marilia de Dirceu,177. Belo Horizonte

*Duo Gourmet:

Informações

• O Duo Gourmet custa apenas R$49,00.

• Quem compra pode economizar aproximadamente R$1.500,00.

• São 22 restaurantes participantes.

• Cada página é o cupom de um restaurante.

• Na compra de um prato principal, ganha-se outro de igual ou menor valor.

• Pode- se escolher qualquer prato principal do cardápio tradicional do restaurante.

• Validade até 15/12/2013.

• Os dias de utilização variam de acordo com cada restaurante.

• Confira o calendário geral de utilização:

Eddie Fine Burguer – Momento desabafo

Imagem

E o post de hoje não vai ser exatamente um dica de um lugar, mas uma carta aberta para um lugar.

Acho que ninguém que more em BH precisa saber sobre o Eddie Fine Burger. Não precisa de dicas sobre lá, todo mundo sabe exatamente como é o hambúrguer de lá e o preço de lá. Mas, quando eu fiz o blog, eu queria um espaço para falar a verdade, e lá vai…

Imagem

Eu cresci dentro dessa casa amarela. O Eddie foi, durante muitos anos, o meu restaurante preferido, era o quintal da casa que eu nunca morei. Eu ia lá quase toda semana e por muito tempo conhecia todos os garçons pelo nome.

Imagem
Sempre tive um carinho enorme por esse lugar, nem consigo explicar tudo que já passei lá. Aniversários, vários hambúrgueres, já dividi diversas vezes copos de milk shake (inclusive eu sou alérgica e passei mal todas as vezes), já fui depois de prova do colégio e passei a tarde bebendo refil de mate, já fui depois da aula da faculdade tomar refil de Coca. Meu primeiro encontro com o meu namorado foi regado a Mate e às famosas batatinhas sorriso. Ou seja, a casa, pra mim, sempre teve um lado meu!

Acontece que durante muito tempo o Eddie foi a única casa de hambúrguer gourmet da cidade. Hoje em dia já não é mais assim. Temos o Duke n’ Duke, o James e o Sam´s, Tommys, Burguer´s Club. E eu senti que mesmo com várias opções diferentes ele não se adaptava, não corria atrás do prejuízo, sabe? E partia meu coração pensar que um dia essa casa poderia acabar pelo fato de ter sido esmagada por outras.

Ao mesmo tempo em que pensava isso, passava na Rua da Bahia e via a varanda lotada, com vários adolescentes esperando uma mesa e eu percebia que o lugar jamais fecharia. Afinal, É O EDDIE!

Imagem
Bom, tive uma noticia muito feliz recentemente que eles estão se adaptando e fazendo vários hambúrgueres novos! Fiquei radiante e coloquei na minha lista de lugares para ir.

Eis que domingo chegamos lá e fomos provar o novo hambúrguer: HAMBÚRGUER DE COSTELINHA! Devo dizer que fiquei impressionada com o sabor! Maravilhoso! O gosto da costelinha, com aquele gostinho de fumaça! Acho que poderiam ter caprichado mais no barbecue, mas achei o sanduíche muito bom, e num preço, que em minha opinião é caro, mas que já é a média de outros lugares: R$ 26,90.

Só que ninguém vai lá só para comer, e eu fui feliz pedir o meu refil de Coca, quando sou surpreendida com a seguintes frase:
– Só tem Pepsi, pode ser?
Se eu estivesse dentro de Friends ouviria ao longe a voz da Janice respondendo:
– OH MY GOD! – http://www.youtube.com/watch?v=iMs9feeSknk
Sério, sabe quando de repente várias memorias felizes são tomadas por uma realidade abalada? Como assim o Eddie agora só serve Pepsi??? E não é só isso!

Vai acabar o refil de MATE! Quem quiser beberá Nestea! Para os desinformados, Nestea não é Mate, é chá preto, ok?
Para quem não frequentou a casa por, sei lá, 10 anos, ou não é fã do refrigerante, vai achar que eu sou maluca e estou fazendo uma tempestade em copo d’Coca. Mas quem ama realmente o lugar percebe que eles estão perdendo a essência, sabe?
Os garçons já não são mais tão simpáticos e receptivos, eles já não conversam com a gente mais. Eu tive que perguntar várias vezes para entender se ia ter Pepsi e Coca. Inclusive, quando eu fiz meu pedido o garçom virou as costas e saiu, ele nem me deixou avisar que eu trocaria as fritas comuns por sorriso.

Eu sinceramente estou de LUTO pelo Eddie.

Acho que para ele competir com o Duke n’ Duke, por exemplo, ele precisa se achar novamente, voltar às suas origens e voltar a ser o lugar feliz que era. Ele já não é mais o melhor hambúrguer da cidade, desculpe-me. As batatas sorriso já não são mais novidade.O Milk Shake? Também, não. E agora os famosos refis acabaram. Eu querIA muito que o Eddie voltasse a ser o que era, mas acho que não depende só da vontade dos clientes.

Enfim, fica o desabafo de uma cliente que é apaixonada com esse lugar.

E vocês concordam ou sem cordam de mim? Eu juro que não sou dramática, só fico triste quando algo que eu amo muda completamente.
Beijos,
Paulinha

L’ Entrecôte

Imagem

Eu descobri esse restaurante em BH na semana do Restaurant Week (inclusive, quero muito a próxima edição).

O prato desse restaurante foi um dos que eu mais gostei, mas, pesquisando mais sobre ele, descobri que o preço de lá é ótimo, então resolvi ir fora do festival mesmo.

O que eu mais gostei do lugar é que ele tem um prato só, então não tem como o chef errar o pedido! Se errar, pode fechar o lugar!

Imagem

Chegamos lá numa sexta-feira a noite, estava super tranquilo de conseguir mesa, sentamos no fundo e eu pedi meu prato. A escolha, meio obvia, L’ Entrecôte Clássico e uma coca sem gelo e sem limão!

Preciso explicar que eu fui lá no final do ano passado. Isso será muito importante no decorrer da minha descrição.

Enfim, o prato clássico é composto de uma Salada de Saison e depois o prato principal.

Imagem

A questão é que eu nunca tinha comido uma salada até esse dia! Foi bastante desconfortável, porque eu não sabia nem espetar uma folha com o garfo. Além de achar que folha não tem gosto de nada, eu ficava fazendo malabarismos delicados para não parecer maluca no restaurante.

Desisti, troquei de prato com o Lucas, ele comeu a minha salada, e eu fiquei com cara de satisfeita. (Solução simples, fácil e rápida para uma pessoa que é chata para comer: ter um namorado que come de tudo).

Passado o momento traumático da salada, que eu jamais vou conseguir contar se estava ou não boa porque eu simplesmente não gosto de salada, chegou o prato principal.

Imagem

Lindo! Um Entrecôte, que é um tipo de corte de carne, vermelho, lindo, com  molho secreto e batatas fritas.

Eu provei e a-d-o-r-e-i!

Comi muito feliz, aproveitamento cada linda parte daquele molho mágico!

Quando acabei de comer, perguntei pro Lucas do que era feito, ele disse que não sabia, uma vez que é secreto, mas que várias receitas falam que tem fígado de galinha.

Resultado? Eu não gosto nem de pensar nisso. Ele estragou a magia do meu jantar.

Não sei se tem ou não fígado de galinha, só sei que sou muito chata pra comer de novo.

Mas o sabor é maravilhoso! Então se você é normal e não liga pra isso, se esbalde!

Imagem

No final pedimos uma mousse de chocolate. Muito leve, nada enjoativa, porque quase não é doce. Você paga um valor fixo, quando eu fui era de R$ 12,00,  não acho que variou muito, e come o quanto de mousse você quiser (por quanto você quiser entenda uma quantidade boa de mousse no prato mas, quando você termina, ninguém vem perguntar se você quer mais, e eu não pedi para repetir também.)

Bom, para falar a verdade…

Eu gostei muito do lugar!

Achei os garçons muito simpáticos, a carne veio no ponto que eu pedi, tinha Coca, vários vinhos, preço bom… o L’ Entrecôte Clássico era R$ 39,00.

Acho que vale muito a pena!

Obs: quero muito voltar para provar o steak tartare!

Endereço:  R. Antônio Aleixo, 531/ Cj. 302/303 – Lourdes

Site: http://www.gomiderestaurants.com/lentrecote/index.php

Osteria Gusto

Nós já estávamos planejando ir à Osteria Gusto há um tempo. Numa bela sexta-feira, toda aquela animação e pesquisa do melhor lugar para ir, entrei no Face do restaurante e descobri que ele faz parte do Viva Mesa . Perfeito!

Imagem

Chegamos lá e só tinha casal, fiquei muito impressionada com isso – Veja, já temos opção do melhor lugar para ir a 2.  Todas as mesas estavam ocupadas, exceto uma redonda, linda, mas que cabiam 8 pessoas. Eu não achei certo ocuparmos uma mesa tão grande só para nós dois, então ficamos esperando uma vagar.

Obs: o Paulo, que nos recebeu, foi muito simpático, inclusive nos deu a opção de sentar na mesa grande e de, se quiséssemos, depois trocar por uma de dois lugares. Achei isso de uma delicadeza enorme. Acho que estou tão acostumada com a falta de educação que a gentileza me impressiona. De qualquer forma, preferimos esperar, e estava uma noite gostosa, foi bom ficar um tempinho ao ar livre.

O lugar é lindo, o ambiente interno é pequeno, mas as mesas são espaçadas, então fica confortável. Tem também mesinhas na calçada, uma delicia. Mas o que me encantou mesmo foi o lustre do lugar, eu sou tipo a louca dos lustres, desde pequena eu adoro!

Imagem

No dia que nos fomos, um garçom tinha faltado, o atendimento foi demorado, mas o lugar era tão lindo, e todos foram tão simpáticos com a gente, que nem percebia a demora.

E é importante levar em conta que muitas vezes a gente escolhe ir no restaurante em um dia ruim, temos que ter paciência mesmo. Eu fui no único dia que o garçom não foi, falta de sorte, ne? Acho que se estivesse num dia com pressa teria tido uma impressão não muito boa, mas quando você sai para comer tem que levar em conta alguns problemas eventuais. Ainda bem que eu permaneci lá, dessa forma pude provar a comida maravilhosa. Claro que o bom atendimento foi essencial, o Paulo e o garçom explicaram a situação e nos atenderam, dentro do possível com uma pessoa a menos, de uma forma ótima! Isso para mim contou muito!

O que mais me chamou atenção no restaurante, alem do lustre vermelho, foi o preço do cardápio, muito justo para uma comida italiana em Lourdes.

(A foto do cardápio ficou muito ruim, desculpa!)

Imagem

Imagem

Nós pedimos de entrada um Carpaccio. Ele estava gostoso, mas fiquei invejando as bruschettas das mesas ao lado. Acho que compensa mais pedi-las.

Imagem

Para o prato principal nos pedimos:

Risoto alla salsicha e Erbe – R$ 36,00

Imagem

Era um risoto de lingüiça e ervas, maravilhoso! Tinha muita lingüiça, funghi e o risoto veio al dente. Tempero ideal. Uma explosão de sabores, eu amei!

Tagliatelle Alfredo e Paillarde – R$ 45,00

Imagem

Lembra da receita do Alfredo que a gente deu semana passada? Então, comemos aqui a nossa massa preferida! A carne é a mais macia que já comi, é um bife fino, mas derretia na boca, e muito mal passado! Perfeito para mim! Já o Fetuccini eu acho que faltou um pouco de tempero, não sei, quem sabe um pouco de sal ou pimenta. acho que estou acostumada com o meu mesmo. Não acho que comprometeu o sabor não, mas podia ter ficado mais incrível.

Imagem

A casa tem Coca, Heineken, Stella, Devassa e um suco de uva que parecia muito bom (e fazia sucesso, várias pessoas pediram). Para quem gosta, eles tem uma carta de vinhos bacana também.

Para mim está perfeito, se tem Coca estou feliz. Pro Lucas também estava perfeito. Tem Heineken, ele está feliz.

Para falar a verdade…

Eu adorei o lugar, achei a comida ótima. A Gusto é do mesmo dono do Benvindo, inclusive é o mesmo Chef. Adorei o preço, achei bem justo. E uma coisa que achei legal é que eles não inventam no prato. Não tem molhos esquisitos e ingredientes que você precisa entrar no Google pra descobrir o significado. É simples e maravilhoso!

Isso sem mencionar a super simpatia e gentileza do Paulo, o gerente, que nos atendeu extremamente bem e nos deu muita atenção, mesmo com a casa cheia e um garçom a menos.

Eu fui, indico e quero voltar.

 E você, conhece a Osteria Gusto? Compartilhe com a gente as suas experiências! Bom apetite!

Não esqueça de tirar fotos e nos marcar no instagram (@parafalaraverdade)