Rigatoni com cebola caramelizada e gorgonzola

Já tinha muito tempo que eu não cozinhava, então resolvi tirar a sexta-feira para ser feliz.

Cozinhar para mim me relaxa muito e eu gosto da simplicidade de fazer o que eu quero.

Até decidir o que eu vou fazer não consigo parar de pensar nisso. Sabe quando, meninas, a gente tem uma festa muito importante na sexta a noite e ficamos pensando qual vestido usar? Qual bola combina? Que precisamos de um sapato que combine? Começamos a procurar tutorial de maquiagem e a melhor trança?

Pois é, eu não sofro desse mal. Para mim decidir qual roupa, sapato e bolsa usar é fácil. E nunca sofro do mal de não tenho roupa para ir no evento x. Agora se eu quero cozinhar na sexta, na terça eu começo a procurar receita e a pensar que preciso ir ao supermercado comprar ingredientes novos.

A ideia era fazer uma massa de cebola caramelizada com queijo. No inicio pensei em fazer um molho com creme de leite fresco e um queijo tipo parmesão, mas conclui que sempre faço isso, quis variar.

Aí pensei em colocar gorgonzola e tirar o creme de leite.

Só que quando estava no supermercado olhando as prateleiras (sim, passo muito tempo olhando as prateleiras e descobrindo novos produtos) percebi que tinha uma marca nova de mascarpone (todas as vezes que assisto uma receita da Nigella vejo ela usando esse ingrediente, mas nunca tinha provado. Aqui no Brasil 200g, na verdade em BH, custa tipo R$ 40,00 – logicamente eu nunca tinha provado). Ai fui ver o preço já pronta para suspirar quando – BAM – descubro que está na promoção por R$ 5,00. Comprei correndo e depois descobrir o que fazer com isso.

Cheguei em casa feliz da vida com minha compra sensacional e vamos cozinhar.

Ingredientes:

– 3 cebolas grandes cortas (não é picada, é cortada num tamanho nem fino demais de forma a desaparecer na massa, mas nem tão grande a ponto de ficar muito em evidência)

– 1 triângulo de gorgonzola

– 1 caixa de Rigatoni (para 4 pessoas faça o cálculo de 400g por pessoa)

– sal, pimenta do reino e açucar

– Marcarpone (não é necessário)

Como fazer:

Primeiro eu recomento que se você tiver uma panela de ferro você faça essa receita nela, pois a cebola vai ficar um tempo caramelizando e grudar no fundo da panela, essa “sujeira” no fundo é maravilhosa para nós. Eu não fiz assim, usei minha wok de teflon o resultado foi ótimo, mas poderia ter sido muito melhor.

cebola carameliza

Coloque a água do macarrão para ferver (leia as intruçoes do macarrão, sério) e ponha em uma panela a cebola para caramelizar, regue com azeite e deixe o fogo baixo – ou suas cebolas irão queimar e ficar amargas – aí vai colocando sal e açúcar e vai provando (você tem que provar até saber se está bom ou não, eu não consigo falar o quanto porque varia muito). Depois de mais ou menos uns 20 minutos elas devem estar douradas e lindas.

Nesse meio tempo sua água vai ferver, você coloca o macarrão e tira ele quando estiver ao dente. Na hora de escorrer a água guarde um pouco para o nosso molho. Tire o macarrão e jogue água gelada nele para interromper o cozimento.

Pegue uma concha da água que foi usada para cozinhar o macarrão e coloque nas cebolas – isso vai fazer todo o sabor que estava grudado no fundo da panela desgrudar – LINDO.

gorgonzola

Nesse momento eu fui provar mascarpone pela primeira vez na vida e descobri que ele tem gosto de chantilly sem açúcar. Então dosei bem para usar ou meu macarrão ficaria doce. Usei uns 75g mais para deixar o molho avelulado. (Se você não tiver não tem problema, eu só coloquei porque achei na promoção, então não vai estragar a receita não usar).

molho

Quando a água estiver quase toda secada coloque o mascarpone e adicionei sal e pimenta do reino até ficar bom, mas lembre-se que o gorgonzola é MUITO SALGADO, então não exagere. Depois que ele incorporar no molho coloque o gorgonzola em cubos e jogue o macarrão. Não precisa deixar derrer  gorgonzola não porque é delicioso comer os cubos. E depois é só servir.

massa

Fico sensacional, não vou negar.

É isso!

Espero que gostem

Nhoque de Gorgonzola

Desculpe o sumiço, a gente acha que quando entrar de férias a vida fica mais fácil, mas para mim ela ficou apenas mais corrida.

Hoje teremos uma receita super especial, ela veio de uma leitora que nos enviou um e-mail fofo e um passo a passo de Nhoque de Gorgonzola de presente.

Ângela Gattoni, muito obrigada! Adorei.

Inclusive quem quiser enviar receitas para o blog, sugestão de lugares, contar alguma novidade incrível nessa área manda um e-mail pra gente: blogparafalaraverdade@gmail.com

Vamos à receita então:

Imagem

Nhoque ao gorgonzola

(serve 2 pessoas)

  • Ingredientes:

Para os nhoques:

– 600 gramas de batatas cozidas e amassadas

– 2 ovos

– 200 gramas de farinha de trigo

– 100 g de queijo minas ralado

– Sal

Para o molho:

– 3 colheres de manteiga

– 3 colheres de farinha de trigo

– 500 ml de leite

– 250 gramas de gorgonzola picado

– Pitada de noz-moscada (se gostar)

– Pitada de pimenta do reino (se gostar)

  • Modo de fazer:

Nhoque:

Junte as batatas, os ovos e o queijo, incorpore a farinha de trigo aos poucos, até formar uma massa macia, que não grude mais na mão.

Deixe para jogar o sal por ultimo, porque o queijo é bem salgado, então ele servirá apenas para corrigir o que faltar mesmo.

Enrole o nhoque de forma que fique uma espécie de cordão, e corte do tamanho que desejar. Agora só precisa cozinhar em água fervente até que os nhoques subam e fiquem na superfície, retire com uma escumadeira e reserve.

Muito simples, né? Sempre achei que nhoque era algo complicadíssimo de fazer.

Molho:

Em uma panela, coloque a manteiga e espere-a derreter, junte farinha de trigo e mexa com um fouet até incorporar, depois coloque leite aos poucos, e não pare de mexer com o fouet, se parar o creme empelota.

Acrescente o gorgonzola e continue mexendo de forma que ele incorpore o molho, se necessário complete o sal – mas prove antes, porque esse queijo é bastante salgado.

Acrescente noz-moscada e pimenta do reino a gosto.

Agora vem a parte mais simples, junte o molho com um nhoque em uma vasilha bem bonita, chame a família inteira e mostre seus dotes culinários!

Já que a receita é italiana, coloque toalhas verdes, vermelhas e brancas pela casa, cantarole musicas italianas enquanto cozinha, faça uma festa e aproveite.

Espero que adorem a receita!

Beijos,

Paulinha

Kone de Brie com um toque de gorgonzola e mel; Batata assada com queijo e filé com crosta de queijo azul; Kone de Limão

Eu e o Lucas temos um combinado: nunca sair pra jantar no dia dos namorados. Eu tenho aflição só de pensar. Restaurante lotado, garçons enlouquecidos e perdidos.

Então, sempre cozinhamos. Esse ano teve um peso maior: pensar um jantar completo para colocarmos no blog. Eu e ele nunca fazemos entrada nem sobremesa. Entrada porque a gente nunca lembra e a sobremesa porque nunca sobra espaço.

Ficamos pensando muito, procurando várias receitas e, depois de um mês, chegamos ao jantar ideal.

Não consigo explicar o quanto ele estava maravilhoso. Eu hoje estou vivendo uma depressão de “já passou”,porque tudo estava muito gostoso.

Vamos lá, porque o post vai ser grande!

  • Entrada: Kone de Brie com um toque de gorgonzola e mel.

Imagem

Sabem aqueles canudinhos de doce de leite? Então, é feito com ele mesmo!

Ingredientes:
150g de Brie
30g de gorgonzola
1 pacote de canudinho
Mel

Como fazer:
Corte o brie e o gorgonzola bem pequenos, coloque em uma cumbuca e ponha por um minuto no microondas. O queijo vai derreter bem, tire do microondas e misture bem até virar um creme. Se você gostar jogue mel, eu não faço ideia de quanto mel eu pus, mas deve ter dado umas duas colheres. Como eu não curto muito o mel fiz depois uma parte pra mim sem.

Pensei depois que dá, também, pra picar o parma bem fininho e colocar na mistura ou fritar pedaços MUITO pequenos de bacon e colocar na mistura também.

O queijo quando sai do microondas é muiiito mole, então é muito fácil de colocar no kone. Quando ele esfria ele vai voltando a ficar mais encorpado. É gostoso de comer ainda quente, com o queijo derretendo.

Então, é sensacional! A massa do kone é frita, e muito crocante e fica maravilhosa com o queijo cremoso. Eu não sou muito fã de mel, mas gostei demais! Deu uma quebrada no sal do gorgonzola!

  • Prato Principal: Batata assada com queijo e filé com crosta de queijo azul

Imagem

Filé com crosta de queijo azul

 Ingredientes:

Filé Mignon (600g)
50 g de queijo azul (Roquefort e Gorgonzola)
1 colher de sopa de manteiga
¼ de xícara de farinha de rosca
Ervas a escolha (eu coloquei manjericão, orégano, pimenta, alecrim, etc)

 Modo de fazer:
Corte de forma bem pequena os queijos, e, com a ajuda de um garfo, amasse-os com a manteiga. Adicione a farinha e as ervas vá misturando aos poucos, de forma que vire uma pasta.

Esquente bastante uma frigideira e, se você gosta de carne mal passada, sele. Se preferir a carne mais bem passada, deixe a frigideira em uma temperatura mais baixa e vá cozinhando a carne de forma que ela não fique tão crua por dentro. Você pode fazer com a carne que preferir. Eu fiz com dois medalhões, mas pode ser dois bifes, pode comprar uma peça e cortar pedaços. Vai do gosto de cada um.

Quando a carne estiver no ponto desejado, retire da frigideira e coloque a pasta em volta dele. Ponha ao redor de todo o bife, envolvendo ele mesmo, tipo uma capa.

Imagem

Esquente bastante a frigideira, e coloque o bife com a pasta até que vire uma crosta crocante. Deixe o tempo suficiente para que fique dourada.

Batata Assada:

Imagem

Ingredientes:
Duas batatas grandes
Azeite de oliva
2 colheres de manteiga
Sal
Parmesão ralado,
Gorgonzola
Alecrim seco

 Modo de preparo:
Corte as batatas de forma que não chegue até o final. Coloque entre as rodelas de batata um quadradinho de queijo gorgonzola e o parmesão, intercalando os dois queijos. Em um recipiente separado ponha a manteiga, misture até que ela fique mais mole e coloque ervas, depois besunte a batata e jogue azeite por cima e depois sal.

Imagem

Pré-aqueça o forno a 200°C e coloque a batata. Deixe por aproximadamente 1 hora. Mas esse tempo dependerá do forno. Se for necessário colocar mais tempo, não tem problema. Quando ela estiver macia e dourada retire.

  • Sobremesa: Kone de Limão.

Imagem

Eu e o Lucas nunca conseguimos comer entrada, prato principal e sobremesa. Então nem tínhamos planejado fazer, mas os canudinhos estavam comprados e não usaríamos todos para fazer a entrada. A solução achada é canudinho de doce de leite.

Pensando mais sobre isso, desejei fazer uma tortinha de limão, mas fazer a massa me dava preguiça. Então uni o útil ao agradável e fiz um Kone de Limão, que nada mais é do que os canudinhos com o recheio da torta. Ficou delicioso, sensacional e toda vez que eu lembro eu quero mais! E o melhor de tudo é que é simplesmente ridículo de fazer!

Ingredientes:
Canudinho
1 lata de leite condensado
1 limão e meio.

Modo de Fazer:
Coloque em um recipiente uma lata de leite condensado, esprema o suco de um limão e meio e misture bem, de forma a ficar uma mistura homogênea. Prove, veja se está do seu gosto, eu prefiro mais doce, tem quem goste com um gostinho mais forte de limão. Se necessário coloque a outra metade. Agora é só preencher os canudinhos.

Eu enfeitei os meus com raspa de limão.

  • Harmonização de vinhos:
O Para Falar a Verdade tem um novo parceiro, a V&A Vinhos Franceses! Atendendo a pedidos dos amantes dessa bebida, agora nossos posts terão dicas dos melhores vinhos para se harmonizar com as nossas receitas! Não é sensacional? Vamos às dicas de hoje:
1) Entrada:
Espumante: Charmance – espumante da região do Vale do Loire. Composto 100% da uva Chenin. Bebida leve, com bolhas finas e persistentes, arredondam o paladar harmonizando-se perfeitamente com o queijo gorgonzola.  Apresenta notas de frutas cítricas, sendo assim a combinação perfeita com o queijo gorgonzola. Nesse caso poderíamos harmonizar com o vinho branco também, que sugeri para a sobremesa.
Preco Sugerido: R$50,00

2) Prato Principal:
Vinho: Moulin de Bourdieu – vinho tinto da região de Bordeaux – Apelação Médoc (apelação é uma sub-região). Composição de uvas: 60% Merlot e 40% Cabernet Sauvignon. É um vinho que harmoniza perfeitamente com carnes, tendo em vista apresentar um corpo médio, arredondado e bem sedoso, devido apresentar em sua maioria Merlot.
Preco sugerido: R$60,00
3) Sobremesa
Vinho: Chene Saint Louis. Vinho branco da região de Sancerre. Composição de uvas: 100% Sauvignon Blanc. Casamento perfeito com o limão, tendo em vista a presença de notas cítricas no paladar.
Preço Sugerido: R$80,00

Todos os pratos podem ser servidos com espumante, o que fica uma delícia também!

Todos os vinhos do post, e muitos outros, são encontrados na V&A Vinhos Franceses. – Indico muito, pessoal!

www.veavinhos.com.br
http://www.facebook.com/VeAVinhosFranceses
Cel.: (31) 9803-2718

É isso!

Espero que façam as receitas e gostem! Eu amei o meu jantar, não mudaria nada.

Imagem

Observação: Pensei bastante se queria ou não fazer o post essa semana. Nem todo mundo sabe, mas eu sou apaixonada com política, sempre tive um desejo intimo de entrar para esse meio, desejo esse que foi abandonado pela repulsa do que os nossos governantes fazem no nosso país. Com as manifestações que estão acontecendo meu coração inflou de uma empolgação misturada com emoção e orgulho. E eu só penso nisso, só falo disso, só comento isso, só vejo isso e só leio isso. Pensar em postar uma receita, em divulgar isso no face me trazia um sentimento ruim, como se ao invés de falar de algo importante eu falasse apenas de receita, entende?

Depois de refletir, percebi que tenho muitas paixões, umas que me motivam, como as mudanças que estão sendo despertadas, umas que me acalmam, como cozinhar, e por isso decidi fazer sim o post da semana. De qualquer forma quero convidar os leitores não só a lerem e fazerem esse jantar, que está sim sensacional, mas a ir às ruas, a lutar, a divulgar o nosso direito, a mostrar a nossa manifestação pacífica, a entender a situação do Brasil, a despertar um gigante, não apenas esse que vai pras ruas, mas o gigante do patriotismo que tenho certeza que estava adormecido dentro de nós, em mim estava em um coma induzido por uma descrença gigante.

Que possamos despertar a nossa vontade de lutar, porque dá sim pra construir um país melhor! E cada um que faz a diferença, sim!

O que seria da África se não fosse Mandela? E se ele achasse que não faria a diferença? E se Martin Luther King não tivesse sonhado?

Que possamos sonhar, viver e lutar!

E o playlist de hoje não será de uma música para cozinhar, mas uma música que possa nos motivar!

Vem, vamos pra rua!

http://www.youtube.com/watch?v=3rMX_rrv36w

Batata Rösti

Imagem

Eu amo batata, então, pra mim, tudo que tem esse ingrediente mágico é gostoso.

Quando eu era pequena, meu pai fazia pra mim as famosas panquecas de batata.

Vou dizer com muita sinceridade que eu não faço a menor ideia o que seja uma panqueca de batata, só sei que é bom. Enfim, quando eu vi a receita da Batata Rosti, me lembrou a panqueca de batata! Tive que fazer para testar!

É muiiito fácil e muito gostoso!

Ingredientes

• 4 batatas

  • Sal a gosto
  • Pimenta

Recheio

• 2 xícaras de queijo mussarela ralado;

• 2 xícaras de bacon em cubinhos.

Lave bem as batatas, coloque-as em uma panela, encha de água e cozinhe-as, até que a água ferva, espero uns 10 minutinhos e desligue. Tire as batatas, passe-as para outro recipiente e deixe-as na geladeira. Acho que por uma hora está bom. (quando eu fiz, eu cozinhei a batata no almoço e deixei elas o dia inteiro na geladeira).

Depois de esperado esse tempo na geladeira, descasque e rale no ralo mais grosso. Mais uma vez a gente usou o super mega blaster multi-processador da Walita e ele fez todo o serviço.

Misture a batata ralada com a mussarela ralada e os pedacinhos de bacon.

Separe essa mistura em quatro partes, faça bolinhas e amasse, como se fosse uma panqueca mais gordinha. Fica parecendo um hambúrguer de batata.

Imagem

Esquente uma frigideira, coloque um pouco de óleo, e frite a panquequinha de batata, cada hora de um lado, até ela ficar bem tostada por fora. É melhor usar o fogo mais baixo porque a batata tem que cozinhar toda. Se a frigideira estiver muito quente, vai fritar por fora e a parte de dentro vai continuar crua.

Pronto!

Simples e delicioso!

Vocês podem mudar o recheio, trocar o bacon por presunto, mussarela por outros tipos de queijo, acrescentar mais queijos.

Colocar pimenta, azeitona (iugh), temperos, carne de sol desfiada, etc.

Espero que gostem! Eu amo e é muito fácil mesmo!

E a batata é rösti suíça, então vamos aprender mais sobre esse país!

http://www.youtube.com/watch?v=TRnU7nd6JOU – Música folclórica da Suíça

http://www.youtube.com/watch?v=U99J_ibQSkk – Hino Nacional da Suíça

http://www.youtube.com/watch?v=7tUvgEqDyTk – Vídeo que mostra um pouquinho sobre a Suiça

Aguardo fotos no instagram, inclusive quero dizer que estou AMANDO ver as receitas e os lugares no insta! Fico super feliz!

http://instagram.com/parafalaraverdade

Não deixem de curtir nosso facebook também! (https://www.facebook.com/parafalaraverdade)

Beijos e uma ótima semana

Foto da batata na frigideira com bacon: http://www.enfimcasada.com.br/2012/10/batata-rosti/

Salumeria Central

logo
Sábado eu saí super tarde de casa, e, em BH, querer comer tarde significa FILA!

Depois de várias tentativas frustradas, resolvemos ir à Salumeria Central.

O lugar tem várias opções de queijos e embutidos, além de massas. Um cardápio diferente e gostoso.
balcao

Chegamos lá por volta das 22h40, e tinha – apenas – nove mesas na frente. O desespero bateu, mas eu estava com fome, e isso significa estado profundo de mau humor. Os supermercados estavam fechados e fiquei com medo de procurar um outro lugar mais vazio e a cozinha estar parando de funcionar. Então fechei o zíper do meu casaco, respirei fundo, e enfrentei bravamente a espera.

O engraçado do lugar é que como é muito cheio, ficam várias cadeiras na calçada, aí as pessoas pedem um vinho, uma entrada e começam a comer ali mesmo.

cardapio 1

cardapio 2

cardapio 3
Eu adorei tudo do cardápio, e acho que tudo tem um preço muito bom, mas estava com tanta fome que não conseguia decidir o que pedir.

Achei muito legal a porção Do Brasil, que é uma seleção de queijos brasileiros com mel. Até aí ok, mas vem uma frigideira de ferro, muito quente, para derreter o queijo! Sensacional! E a casa, muito espertamente, esquenta a frigideira quando ela esfria, então pode comer tranquilamente, sem pressa.

Para acompanhar o queijo eu pedi uma porção de pães da casa.

Quase todo mundo bebia vinho. Eu, claro, pedi uma Coca KS (achei absurdo custar 5,00 para 240ml de coca, mas tudo bem).

mesa
Me senti acalentada com a garrafinha de Coca ao meu lado e fiquei esperando a mesa vagar e meu pedido chegar, sentadinha na cadeira do lado de fora.

Enquanto isso, ficamos olhando a vista do lugar. Gente, é lindo! Fica na Rua Sapucaí, em cima da estação central do metrô, uma vista de tirar o folego!
A mesa vagou até rápido (uns 40 minutos), e foi sentar que o prato chegou.

944166_10200706043830140_1513050260_n

A porção Do Brasil é muito gostosa, vem uma quantidade boa de queijo. A nossa frigideira chegou meio fria, então não tivemos a linda surpresa do queijo derretendo. Pedimos para trocar (demorou um pouco, mas imagino que a frigideira de ferro demore bastante para esquentar), e voltou pelando. Aí sim, foi mágico colocar o queijo e ver borbolhas!

paes
A porção de pães tem um tamanho bom, mas não vem nem uma manteiguinha. Ou seja, pra pedir ela tem que ser acompanhando alguma coisa mesmo. Delicioso, diferente das porções convencionais, ele vem com palitinho de biscoito, croissant, pão ciabata, foccaccia, pãozinho redondo com ervas.

Eu comeria mais, muiiiito mais. Só que a cozinha fechou no meio do meu queijo. O garçom foi na mesa avisar e perguntar se tínhamos mais algum pedido, mas eu tenho um pouco de aflição de resolver as coisas na pressa, então preferi não pedir mais nada. Quando voltar quero pedir a porção de queijos estrangeiros e a porção de embutidos.

lugar
O ambiente do lugar é incrível! É super escuro, e tem luminárias rústicas. Achei divertido que tem duas televisões no teto com a imagem de lâmpadas. Eu ri quando vi, sou boba e não nego!

935700_10200706047230225_636937910_n

Bom, para falar a verdade…
Eu gostei muito! Ando num momento de sorte com os lugares que eu tenho ido comer, no inicio do ano era só desastre.

Achei a comida gostosa, o atendimento bom. Já aviso que demora, mas isso é padrão em BH. A espera para mesas é bem longa, então chegue cedo ou faça reserva ou vá preparado! Para quem for na cara e na coragem, pegue uma cadeira, faça de mesa, e já comece os pedidos. Leve blusa de frio (eu congelei quando fui) e tire fotos da vista.

Se for beber refrigerante lá tem Coca e Guarapan, mas vá com a mente aberta para gastar dinheiro. A bebida é bem cara.

Suco é de latinha, mas tem um de laranja natural. O top da casa, mesmo, são os vinhos. Pra quem gosta, é o paraíso!

Espero que vocês gostem também!
Não esqueçam de comentar!
Beijos,
Paulinha

Panhoca

Imagem

A receita de hoje é uma queridinha e, para mim, é mais do que sensacional!

É uma panhoca, um nome feio para algo maravilhoso.

Sabe aqueles pães redondos que a gente compra no supermercado? (Geralmente tem no Verdemar e em alguns Super Nosso). Ele é a base da nossa receita, chama-se panhoca, por isso o nome estranho do prato.

Agora imagine eles sem o miolo, com queijo dentro, tipo fondue.

Continue imaginando que quando o queijo acabar você comerá o pão molhado de queijo. É tipo um fondue que a melhor parte é quando ele acaba e você pode comer a panela!

Imagem

Eu gosto de fazer com molho de gorgonzola (não sei se alguém já reparou, mas eu tenho uma fixação com esse queijo), mas dá pra fazer de outros sabores. Queijo brie me parece uma opção muito boa!

Você pode fazer também com tiras de Filé mergulhadas no queijo.

A receita serve tanto para a mini panhoca (porções individuais), quanto para a panhoca grande (comem 4 pessoas de aperitivo, claro que quatro pessoas que não sejam esfomeadas).

Imagem

Vamos à receita.

·         Ingredientes:

– Panhoca – 1 grande ou 3 pequenas

– 1 pote de requeijão

– 1 caixinha de creme de leite

– 300g de gorgonzola

– 4 bifes de filé

– Pães variados

·         Modo de fazer:

Corte a tampa da panhoca e tire todo o miolo de dentro dela e reserve tudo (inclusive o miolo). Tire o máximo de miolo possível, para caber mais queijo, mas tome cuidado para não furar o pão.

Coloque, em fogo médio, o requeijão, creme de leite e o gorgonzola e mexa bastante. O creme que formará é bem ralo. Se preferir assim, é só esperar o queijo derreter; Se quiser mais firme, misture por mais tempo até ele encorpar.

Eu prefiro mais firme, mas nesse caso ele fica mais salgado, porque evapora um pouco, mas o gorgonzola fica, então é melhor usar um pouco menos do queijo, aproximadamente 270g.

Se for fazer com o filé, é opcional, passe ele na frigideira – QUENTE, UM POR UM, APENAS SELANDO. PORQUE CARNE BOA É MAL PASSADA – depois de pronto, corte em tiras e misture no molho.

Voilà! Está prontinho! Agora coloque esse molho dentro do pão e seja feliz!

Eu compro outros pães para comer com o molho, tipo fondue mesmo.

Imagem

Simples, fácil e maravilhoso!

Façam, tirem fotos e, como vocês já sabem, copiem o instagram do blog (@parafalaraverdade).

Comentem se gostaram ou se tem outra opção de queijo! Eu vou adorar saber e, quem sabe, até variar!

·         Dicas:

– Compre uma cerveja bacana, uma coca gelada, e aproveite o petisco em grande estilo.

– Pepsi não é Coca, não é legal e não pode ser! (Não tem nada a ver, mas gosto de enfatizar esse ponto).

– Coloque uma música boa para tocar, cozinhar sem música não é tão legal. Eu ando numa fase bem jazz. Então fica uma playlist para ouvir enquanto cozinha:http://www.youtube.com/watch?v=Zx1jU8e97ao

Imagem

Receita de Risoto com Bife de Chorizo

Imagem

Eu não consigo explicar de onde surgiu a minha vontade de fazer risoto. Sei que de uns tempos para cá eu resolvi fazer esse prato pelo menos uma vez por mês.

No inicio eu tinha mania de fazer de cheddar (gordinha é assim galera, não basta ser queijo, tem que ser o queijo mais gorduroso). Ficava bom, mas não era sensacional.

Passamos para o de parmesão, que é muito bom quando a estrela do jantar (ou do almoço, respeito quem gosta de morrer de comer no inicio da tarde) for outra coisa, por exemplo, uma carne diferente, já que o risoto parmigiano é mais leve, então a carne tem a oportunidade de se destacar.

Depois o momento foi do gorgonzola! Que coisa linda é o gorgonzola! Que queijo magnífico! Fizemos esse e nos apaixonamos perdidamente. De longe o mais gostoso! Mas como ele é forte, é necessário pensar bem como ele vai ser acompanhado, já que quando for de gorgonzola, quem shine bright like a diamond é o risoto!

Claro que pessoas rhycas querem pratos requintados, então em dias de esbanjar dinheiro eu faço de brie com Parma! (é gostoso, mas não é sensacional! E é o triplo do preço!)

Eu amo sair para jantar, amo a Risoteria Sorriso, amo arrumar, maquiar, procurar vaga, pagar uma pequena fortuna para o manobrista. Tem dias que a gente quer a mordomia de ser servido, né? Mas por outro lado tem dias que eu quero mesmo é cozinhar, colocar a mão na massa e gastar pouco! Para vocês terem uma ideia a média de pratos na Risoteria é de R$ 50,00 + REFRI+ 10%. Agora olha o preço do risoto feito em casa: Arroz arbóreo +/- R$ 10,00 + Vinho +/- 20,00 + gorgonzola +/- 20= R$ 50,00 (UM QUILO DE RISOTO!!!!). A diferença é absurda!

Então mão na massa que eu já falei demais!

Imagem

Receita do risoto de gorgonzola (4 porções):

  • Ingredientes:

2 xícaras (chá) de arroz arbóreo

5 colheres (sopa) de queijo gorgonzola

2 colheres (sopa) de azeite

1 colher (sopa) de manteiga

1 xícara (chá) de vinho branco seco

1 1/2L de caldo de galinha (se for usar cubos, dissolva apenas 2)

queijo parmesão ralado a gosto

  • Modo de Preparo:

Coloque a água para ferver. Quando ferver, jogue o caldo de galinha (se você tiver uma mãe vegetariana agrade-a e jogue caldo de legumes). Mexa bem e reserve a panela.

Em outra panela, coloque o azeite e o arroz arbóreo e dê uma fritada leve (leve significa de até 1 minuto). Coloque o vinho (o vinho tem que cobrir o arroz), espere 2 minutos (eu sempre conto no relógio), e comece a colocar a água.

Coloque uma concha de água, mexendo o risoto sem parar, girando, girando, girando prum lado, girando, girando, girando pro outro.

Quando a água secar, mais uma concha de água. Repita o procedimento até o momento em que o risoto fique al dente (em outras palavras, você perceberá que ele está cozido, mas ainda está durinho).

Quando colocar a ultima água não deixe que ela seque demais, pois é bom um risoto mais molhado. Coloque a manteiga e desligue o fogão. (A manteiga serve para deixar o arroz mais desgrudado, se você vive de regime, pode pular essa parte, eu vivo fazendo sem manteiga, mas, obviamente, fica mais gostoso se colocar).

Parta o queijo em pedacinhos e jogue por cima do risoto, mexendo de forma a incorporar o queijo no arroz.

Sirva em uma travessa bem bonita, ou no próprio prato, e salpique parmesão!

Tcharám! Está pronto!

 Imagem

Acompanhamento (4 porções):

Eu não como nada que vem da água (por água subentenda-se: rios, mares, lagos, represas, poças d`água, pia, aquário,  oceano, banana d`água – OPA, SE TEM ÁGUA NO NOME EU NÃO COMO!), então acompanhamento para mim significa carne!

Eu gosto de comer o risoto de gorgonzola com um lindo chorizo!

E fazê-lo é bem simples:

  • Ingredientes:

 4 Bifes de Chorizos

  • Modo de preparo:

Esquente a frigideira até não poder mais, quando ela estiver a ponto de queimar, jogue manteiga (olha, você não economizou calorias até agora, não invente de jogar azeite e destruir um prato perfeito não! E se jogar margarina é sem papo comigo depois!) e coloque o bife.

Espere a carne selar (significa: deixe tempo suficiente pra crosta ficar pretinha), vire e repita o procedimento!

Quando você retirar a carne ela estará queimadinha por fora e crua por dentro.

Se você prefere a carne bem passada…. eu não posso ajudar! Hahahahah

Eu não sei fazer carne passada, gente! Desculpa!

Vai me dando uma aflição sem fim ver o meu bifinho pegando fogo que eu tiro ele do fogão!

Imagino que quem quer bem passado não deve esquentar tanto a frigideira, que aí a carne não sela, ela cozinha (ARREPIO SÓ DE PENSAR!!!). E deixa mais tempo, esquece ela no fogão. (Eu cheguei essa conclusão usando a física, se a frigideira estiver mais fria ela vai cozinhando mais a carne, mas para falar a verdade, é só a física mesmo, porque não sei na prática como isso funciona.)

DICAS:

– Eu e o Lucas descobrimos que é melhor fazer risoto em panelas grandes e rasas, porque o risoto inteiro cozinha por igual e fica mais soltinho.

– tem que mexer sem parar, sem parar, sem parar! Eu sugiro montar um time e fazer revezamento de braço!

– Do momento que coloca o risoto na panela, ele demorará em média meia hora (podendo ficar um tempo a mais ou a menos dependendo do tamanho da panela, da potencia do fogão e tal).

– Eu faço o risoto em fogo médio. O fogo baixo me deixa aflita da demora e o fogo alto não me permite coçar a orelha se for preciso porque um minuto sem mexer queima.

– Troque o queijo até achar o seu paraíso, eu custei a achar o meu. O gorgonzola é muito forte, logo ele é usado bem menos. O brie é muito fraco então precisa de mais queijo para a mesma quantidade de risoto.

Mude o queijo:

Para a mesma quantidade de arroz use:

– 180 g de queijo brie em cubinhos;

– 125 g de queijo cheddar picado;

– 50 g de queijo parmesão

– Pode ser feito outro acompanhamento: salmão, peça de atum, picanha, medalhão, cogumelos. Mas tudo simples, sem molho para não conflitar com o queijo.

– Se não é você que ficará misturando aproveite esse tempo para rir da cara do amiguinho que ficará sem braço!

– Coloque um jazz para tocar, arrume uma mesa bem bonita, compre Coca-Cola KS e faça um estilo mais chique, espalhe velas e candelabros e reviva o momento que uma boa comida, uma boa música e uma excelente bebida podem te proporcionar!

E aí gostou?

Deixe um comentário e nos conte a sua experiência, o seu risoto preferido, nos mande receitas diferentes e fotos de seu prato!

Se fizer uma receita nossa, poste no instagram e marque o blog (@parafalaraverdade), eu vou AMAR saber!

Ah, lembrem-se sempre que, qualquer dúvida, é só mandar aqui no blog que eu respondo!

Bom apetite!