Guia prático: Campos do Jordão

Vamos fazer a seguinte brincadeira (a brincadeira normal eu falo para você fechar os olhos, mas se o fizer não poderá ler o blog, então permaneça de olhos abertos, mas concentração, tá?): eu vou falar uma palavra e você pensa em uma coisa!

Campos do Jordão!

.

.

.

.

FRIO, CHOCOLATE, FONDUE???

Acertou! O post de hoje é sobre essa cidade tão linda que poderia ser uma pintura, ou estar dentro de um globo de neve!

Imagem

Eu sabia que lá era frio, eu acompanhei a previsão do tempo pela internet, mas eu não acreditei que seria tão absurdamente frio. Resultado? Tive que comprar roupa na cidade! Então leve casaco, suéter para colocar embaixo do casaco, calça quentinha, meia calça, luvas, gorro, e bota! Parece exagero, mas eu queria ter lido isso antes de passar o frio que eu passei!

Imagem

Vamos começar a viagem então! Primeiro passo já foi feito, acabei de ajudar as meninas a arrumar a mala! Aí depois você faz uma playlist sensacional e pé na estrada. Faça uma playlist grande, são apenas 7 horas de viagem! Começaremos esse post cheio de dicas legais com uma bacaníssima: A PARADA! Se você é como eu e precisa ir ao banheiro mil vezes, minha dica será útil. Se não, mas gosta de fazer um lanche gostoso, de nada também! Pare no GRAAL! Tem posto de gasolina, banheiro limpo, mil opções de restaurante, e eu adoro!

Seguindo viagem vamos dirigindo por mais algumas horas, e quando você finalmente achar que está chegando, encontrará uma serra cheia de curvas! Você vai ficar na dúvida se está indo para o Rio! Vai querer morrer de tanto enjoo, mas calma! Vale a pena! Toma um Dramin e vamos continuar a viagem!

Imagem

Depois de muito dirigir, chegamos! O meu hotel era ótimo, e farei a recomendação dele sem medo de ser feliz! Hotel simples, sem luxos e regalias, mas muito bom por um preço honesto – honesto para a cidade, pelo menos. Chama-se Hotel Garnier, fica a 2 km do centro da cidade. O quarto é limpo, não me deu um pingo de alergia – e eu sou a pessoa mais alérgica do mundo – tem o chuveiro mais potente e quentinho que eu já tomei banho, e um café da manhã incrível! E eu levo café da manhã de hotel muito a sério. Várias opções de pães, frios para acompanhar, frutas e um suco. Mas já aviso: o Wi-fi de lá é um terror! Me deixou enlouquecida, mas fazer o que, né? Não dá pra ser perfeito em tudo.

Deixei as coisas no hotel e fui correndo para a cidadezinha comer. Primeiro erro cometido na cidade! Fui com a mesma roupa que coloquei quando saí de BH. Obviamente virei um picolé nos primeiros quarenta segundos na cidade, então anota a dica número dois: troque de roupa no hotel!

Chegando ao Alto Capivari, centro da cidade, fiquei muito impressionada de como estava lotado. Não imaginei que sairia da capital mineira para pegar engarrafamento em Campos do Jordão, mas a verdade é essa. Eu fui no meio do festival de inverno então estava abarrotado, isso significa que: as ruas estão cheias, tem engarrafamento, não tem como estacionar na rua e os estacionamentos estão lotados! Lei da oferta e da procura, é simples: estacionamento lotado é igual a estacionamento caro. Tipo doze reais a primeira hora e oito as horas subsequentes. O lugar mais barato que achamos foi um estacionamento no prédio da Creperia Valentine – falarei mais para frente – preço único de vinte reais, e aceite porque está barato! Vá preparado, com muitas notas de real no bolso.

Depois de ficar completamente deslumbrada com o tanto que a cidade é maravilhosa, nós fomos atrás de um lugar para comer. E foi nesse momento, aproximadamente ás 16h, que fiz a melhor escolha da viagem! Parei na Pizza ao quadrado! É uma pizzaria que vende a pizza na fatia, mas é diferente do que estamos acostumados, é um quadrado e não um triângulo, o pedaço custa entre R$ 5,00 e R$ 9,00. E é delicioso! Almocei lá todos os dias e já sinto saudade! Muita saudade.

Imagem

Os restaurantes da cidade são muito parecidos, quase todos têm fondue, muitos tem a opção da sequência de fondue (você paga um preço fixo e come de queijo, carne e chocolate) e os preços não variam muito. Entre R$ 100,00 um fondue para duas pessoas, e a sequencia é R$ 82,00 por pessoa. A cidade é cara, é turística e explora mesmo! Para quem não quiser fondue, tem sempre a opção de massas, carnes e peixe. Pelo que eu olhei o prato individual de massa custa em torno de R$ 43,00. Darei algumas dicas pontuais de lugares para comer. São os lugares que eu fui, o que não quer dizer que não existam outros, obviamente, mas eu fiquei cinco dias, não dá para experimentar muitas opções também.

Imagem

Baden Baden: É o lugar mais famoso. Como a fábrica dessa cerveja fica na cidade, o restaurante dela é o mais disputado. Se quiser ir, chegue cedo, vá disposto a ficar na lista de espera por um tempo e desembolsar uma dinheirinho. Mas acho que vale a pena ir! É um lugar lindo, charmoso e perfeito para casais! Um dos pratos mais pedidos – pelo menos que eu reparei – é a linguiça de metro com pão, cerca de R$ 41,00. Você gosta de vinho? Esse não é o lugar mais indicado para você (na verdade a cidade não é), eles giram em torno de cerveja, e quase não há opção de vinho no cardápio.

Imagem

– O Vizinho: Eu adorei o nome do lugar. Esse restaurante é o vizinho do Baden Baden! Os hóspedes do Hotel Garnier têm 10% de desconto lá. A comida é muito farta, muito mesmo! Dá tranquilamente para dividir um prato, ou três pessoas pedem dois pratos! A não ser que a sua outra metade coma loucamente, aí não é parâmetro! Eu pedi um Carbonara incrível! Minha irmã pediu uma sopa de queijo que vinha dentro de um pão (em BH isso é a famosa panhoca, você come a sopa e depois o pão, certo? Não em Campos do Jordão! Se você não quiser pagar o mico que a gente pagou, não coma o “prato” dos Paulistas! Ahahah. O garçom ficou olhando pra gente como se fossemos um bando de loucos comento o prato que ele usou para servir a sopa). Minha mãe pediu um peixe, e meu pai um filé! Sem contar com o meu pai, todos os pratos sobraram, e muito!

Imagem

Barito: Os hóspedes do Hotel Garnier também têm 10% de desconto. Eu enlouqueci com esse lugar porque queria provar o famoso fondue de churros, fala se não é incrível? Mas o que aconteceu não foi tão legal assim. Pedimos um fondue de queijo, um de carne, e depois disso ninguém aguentou o doce. Ficamos a ver navios. Então se alguém for, tira foto e me conta se é maravilhoso, por favor. Eu gostei muito do fondue de lá, mas achei um pouco caro. Tem outros lugares mais em conta, como, por exemplo, O Vizinho.

Imagem

Valentine: Estava passeando pela cidade e vi um lugar lindo, entrei achando que ia ser uma loja, e, para minha surpresa, era uma creperia! Fofa demais! As pessoas ficam sentadas em volta do balcão, e você vê suas crepes serem preparadas. Existem várias opções deliciosas no cardápio, por um preço bem mais suave, em torno de R$ 25,00. Eu comi uma que recomendo: mussarela, tomate e molho pesto de manjericão! Sensacional.

Imagem

A hora da sobremesa fica à sua escolha! São mil lojinhas de chocolate pela cidade, todas tem uma fonte de chocolate rodando na vitrine. Os doces mais pedidos são espetinhos de fruta coberto de chocolates e um que é uma espécie de fondue, vem um pote com metade de frutas e metade de chocolate em calda, aí você mergulha a sua fruta, a diferença entre esse doce e o autentico fondue é que o chocolate não é quente. O preço varia entre R$ 14,00 e R$ 17,00, dependendo qual loja você vai.

Basicamente o que você faz na cidade é comer, mas durante o dia tem algumas opções de passeio também.

Imagem

– Baden Baden: É a fabrica da cerveja. Eu achei muito legal, embora deteste a bebida. Você conhece o interior da fábrica, vai para a degustação e depois sai na lojinha. As reservas devem ser feitas antes por telefone. O passeio custa R$ 15,00 e dura, aproximadamente, 45 minutos.

Imagem

Ah, comprar a cerveja na fábrica é mais barato!

Imagem

– Amantikir: infelizmente eu não fui, e fiquei chateada, mas o dia reservado para o passeio estava gelado (cerca de 3°C, ventando muito e chovendo).

O local exibe belíssimos jardins de diferentes partes do mundo. Comuns nos Estados Unidos e Europa, os jardins para contemplação reúnem a arte da jardinagem com uma rica programação cultural. Aberto desde agosto de 2007, o Amantikir possui 680 espécies de plantas, divididos em 22 espaços, onde cada um mostra uma cultura diferente. (http://www.guiadecamposdojordao.com.br/campos-do-jordao-passeios/parque-amantikir-campos-do-jordao-469.html)

Imagem

– Aparecida de Norte: A cidade é muito perto de Campos de Jordão e vale a pena reservar um dia para o passeio. Em uma hora e meia você chega ao Santuário. Uma dica: saia às nove e meia da manhã e chegue para a missa de meio dia. Linda! O lugar é emocionante! Uma das partes mais especiais da minha viagem.

Imagem

– Tem que ir na vista chinesa(foto), andar de teleférico, subir até o moro do elefante e ver a vista maravilhosa da cidade.

Basicamente é isso, existem no centro várias opções de lojas, eu adorava passar a tarde passeando por lá, vendo as vitrines, olhando os restaurantes. Enfim, a cidade é um charme, passar tempo não será um problema.

Uma curiosidade legal, a cidade é feita de cerveja, e só tem opções boas, nada de Skol, Brahma, Antarctica, e com isso não tem espaço para a Ambev! Logo nada de Pepsi! A cidade é da COCA!!! Aeeeee!!!

Basicamente o meu guia é esse.

Eu me apaixonei por essa cidade linda, onde as casas mais parecem pinturas, todas com estilo alemão, várias com luzinhas no telhado, deixando a sensação aconchegante de que o Papai Noel vai chegar logo. Definitivamente não tem como não amar.

Imagem

Espero que gostem, sigam as dicas, aproveitem muito a viagem, tirem mil fotos (eu tirei 200 em 5 dias) e marquem o instagram do blog (@parafalaraverdade). Sigam também o nosso facebook: https://www.facebook.com/parafalaraverdade

Beijos,

Paulinha

Advertisements