Mr. Hoppy

Voltamos! Tirei um ano sabático (mentira, a crise do coração valente me obrigou. Lazer gastronômico nas terras onde cantam o sabiá não tá sendo prioridade mais), mas resolvemos voltar.

Como somos caçadores de hambúrguer, o post de hoje vai ser desse assunto gostosinho de esquentar o estômago e acalmar nossos corações.

Li uma matéria contando de uma nova hamburgueria de Belo Horizonte. Preço, R$ 10,00. A casa se chama Mr. Hoppy e é de Curitiba, mas resolveu se aventurar também pelo nosso lindo belo horizonte.

Chegamos no local e tinha muita gente na porta. Eu, que não sou paulista, morro de preguiça de uma fila, mas ok, meu lado desbravadora falou mais alto e ficamos na porta aguardando alguém nos receber e colocar o nome na lista. Nesse meio tempo, várias pessoas que estavam perto da gente, resolveram ir embora.

Para minha surpresa, o garçom veio me contar que lá não tem fila de espera, você que tem que ficar esperto e arrumar um lugar. E que o clima é assim mesmo, “descontraído”. A ideia da casa é você ficar em pé, conhecer outras pessoas.

Ainda falamos com o garçom que teve um tanto de gente que estava perto da gente e foi embora por causa disso, mas a resposta dele foi “mas aqui é assim, fica aqui quem quer”. Achei estranho, não seria exatamente a resposta que eu daria para um cliente, mas, como diz Lulu Santos, tudo bem.

O problema é que meu coração é tradicional. Essa liberdade demais, não me agrada. Dividir mesa com quem eu não conheço não me agrada. Disputar lugar no tapa não me agrada. Ter que comer na sala de televisão não me agrada, então ter que comer um hambúrguer em pé estava fora de cogitação.

E assim, eu não sou solteira, não saio para conhecer ninguém, mas não me imaginaria fazendo isso entre uma mordida de cheddar com bacon escorrendo pelo meu bracinho. (Porque bons hambúrgueres se comem assim, vamos ser sinceros).

Depois de um tempo traçando a estratégia de dominação, achamos uma beirinha de bancada livre, pegamos uma cadeira em uma mesa distante e eu pude sentar (UFA!). Lucas foi pedir os hambúrgueres. Escolhemos o Barbie Kill e o Blue Moon, ambos R$ 10,00.

img_1333

Eu queria pedir uma batatinha – acho um crime comer hambúrguer sem batata -, mas ela custava os mesmos D-E-Z R-E-A-I-S que os hambúrgueres. Na boa, não sei se essa batata é da monarquia mas, para mim, batata não vale o mesmo que carne, pão, molho e cebola crispy.

Sobre bebidas, lá tem vários chopps que custam na faixa de R$ 10,00 a uns R$ 20,00. Eu que não bebo chopp achei digno.

Pedidos feitos, imaginamos que não iria demorar – afinal, a casa meio que te obriga a ficar em pé, né? Lucas, por exemplo, teve que ficar em pezinho aguardando.

Passaram 15 minutos – tá demorando, né?; Passaram 25 minutos – nossa, não tem condição de esperar em pé nesse lugar; Passaram 30 minutos – uai, mas esse moço chegou depois da gente e já tá comendo; Passaram 40 minutos – Garçom, já pedimos há muito tempo, tem como você olhar se tá saindo? “É assim mesmo”, respondeu o garçom do “mas aqui é assim, fica aqui quem quer”.

Eu disse que meu coração é tradicional, ne? Pois é, corações tradicionais gostam de ser bem atendidos quando saem de casa. E não gostam de esperar 1 hora pra comer um pãozinho com carninha.

Passaram 55 minutos. Chamamos o dono do restaurante pra contar o que estávamos passando. Ele, muito simpático, inclusive, pediu mil desculpas e falou que estavam com problema na cozinha, que abriram há pouco tempo e que iria verificar imediatamente o que aconteceu.

Passou 1 hora e sim, BRASIL, eles chegaram!

img_1335

Achei pequeno o hambúrguer, mas custa R$ 10,00, não dá para esperar um Quarteirão, não é mesmo?

Estava gostosinho. Mas achei isso, gostosinho. Pro preço que custa, é gostoso. 

A carne é de verdade (porque fast food, na minha opinião, é de mentira); o hambúrguer estava no ponto perfeito, mas faltou aquele tcham a mais (tá, a gente é exigente com hambúrguer.

Vale R$ 10,00? Tranquilamente.

Vale o desgaste que passamos? Não.

Na minha opinião, BH não é uma cidade que você passa rapidinho em um lugar e vai embora. A gente não gosta de comer em pé, a gente não gosta de ser mal atendido e a gente prefere pagar mais caro para corrigir todos os itens citados acima.

(No final da história o dono devolveu nosso dinheiro, pediu desculpas e falou pra gente voltar. Eu gostei dele, achei a atitude legal, mostrou que ele se interessa e ficou triste com o desenrolar da nossa noite. Gosto de pessoas que se importam).

Local: Mr. Hoppy

Endereço: Rua Montes Claros, 495 – Carmo, Belo Horizonte

Site: http://www.mrhoppy.com.br

Nota: 2/5

Advertisements

Haus München

Eu nunca havia ido à Haus antes. Confesso que eu não sou a pessoa mais chegada em comida alemã nesse mundo. Sempre tive um pequeno preconceito em comer algo que eu falava exatamente o nome, tipo Joelho de Porco.

Sabe como é? Você sabe de onde vem a carne, onde fica, sei lá, me parece muito específico.

Mas resolvi ir para lá com o coração e a mente aberta.

6128b3442e85ff1a5410fcbed99b957e

Quando chegamos, pedimos uma entrada excelente que serve 4, 5 pessoas tranquilamente. Chama “Combinado Haus” e vem com joelho, kassler, salsicha pinguim, salsicha bavária e acompanha chucrute e repolho roxo. (R$ 71,00).

ec9c67b7d38d41fd0ab879dfe1902a6f

Vem um prato bem grande com opções bem fartas de todos os tipos.

O joelho estava delicioso! A carne super macia e suculenta. Eu adorei. #preconceitovencidocomsucesso A salsicha Pinguim é a que a gente conhece como salsichão. A bavária, uma mais apimentada e mais durinha.

Agora a estrela do prato é o tal do Kassler! Sério, não sei como vivi tantos anos – na verdade eu sou jovem, nem foram tantos assim – a minha vida toda sem comer isso. Fui pesquisar o que era e descobri que é uma bisteca suína levemente defumada. DE-LI-CI-O-SA!

IMG_7468

De prato principal nós pedimos o medalhão de filet com molho poivre e batata em camada gratinada (R$ 51,25). Esse prato também é bem farto.

O filet estava maravilhoso! Suculento, macio, extremamente bem temperado, no ponto que eu pedi! Isso é extremamente raro de acontecer, não vou negar não.

Eu sou apaixonada com carne e para um prato me agradar é bem raro.

Posso dizer, cheia de sinceridade no meu coração, que esse prato foi, para mim, perfeito.

As batatas também estavam maravilhosas, um molho super cremoso. Aí, já quero mais.

IMG_7473

De sobremesa fomos de apfelstrudel (R$ 23,00) e torta alemã (R$ 16,50).

b5988bfcd55ae3083bd02d96a95827d2

Ambas as sobremesas estavam deliciosas, mas eu amei particularmente a torta alemã. Dá para pedir um prato e duas pessoas comerem, pois são duas fatias.

f8539f66e7c6a682fc5e5c54284c5d77

Lá tem Coca (OPA! PONTO PARA A CASA!), mais de 200 tipos de cerveja (eles vendem as garrafas pra você levar, inclusive) e chopp.

a1f277d16ab4729e58f4070b5f9e1459

Achei o preço muito justo para a quantidade de comida e para o tanto que os pratos são bem servidos.

19e2b9eab893df40581ee8a8dcd1b233

E o atendimento foi espetacular. O garçom era muito solícito e sabia explicar tudo dos pratos para gente.

O ambiente também é lindo, com ar condicionado bom e bem arejado (fomos num dia quente aqui em BH). Além da mercearia, que vende as cervejas e outras coisinhas, eles têm uma livraria com vários livros sobre cerveja e comida.

Amei muito a casa e com toda certeza virarei cliente fiel!

Site: http://www.hausmunchen.com.br/

Endereço: Rua Juiz de Fora, 1257 – Belo Horizonte, MG

Telefone: (31) 3291-6900

Tirando visto nos EUA

Fui para o RJ esse final de semana.

– O Passo a passo para tirar visto eu não fiz, pois confesso que é um pouco complicado, mas clique no link aqui pra baixo e você será redirecionado para um site ótimo que explica tudo direitinho. De toda forma, o Lucas fez tudo por conta própria, sem contratar despachante, e o processo todo não demorou mais de 20 dias, desde o início do preenchimento do formulário até o dia que o passaporte chegou em casa com o visto.

http://www.aprendizdeviajante.com/index.php/2012/04/20/visto-para-os-estados-unidos-passo-a-passo-para-solicitacao/

O motivo da nossa viagem era o visto, mas é claro que não podiamos deixar de aproveitar a cidade maravilhosa.

Eu particularmente não gostava muito do Rio, tinha aflição de pensar no calor.  Mas convenhamos que BH não está muito diferente, ne?

Chegamos na cidade com tempo nublado e temperatura média de 25ºC. Para mim tava bom.

Chegamos no sábado e o visto era na segunda de manhã. (Primeiro ponto, se você puder chegar na cidade antes é melhor, pois visto é caro e perder o horário dele seria uma grande furada).

Chegamos lá sábado na hora do almoço e fomos comer no Joe & Leo’s no Shopping Rio Sul. Achei o restaurante bem caro, tipo hambúrguer a R$ 40,00 não é pra mim.
Pedimos uma porção de entrada que eram varias entradas da casa: Nachos, Batata com cheddar e bacon, Buffalo Wings e Chicken Strips.

foto 2 (1)
Achei gostoso, mas estava bastante gorduroso.

Pedimos também aquelas casquinhas de pizza, sabe? Muiiiito gostosa!

foto 1
Tinha Coca (Uhul), mas eles cobravam 12% de serviço (vai saber porque).

Saímos de la e fomos passear na praia (mineiro é assim, ne? Ta na cidade há 2 horas, a previsão é de chuva, o tempo ta nublado, mas tem que ir a praia). Caminhamos pela orla para queimar as gordurinhas do almoço e fomos ver o “pôr do sol” no Arpoador (ta entre aspas porque o dia estava nublado, logo não havia sol para se pôr).

foto 1 (1)

A noite queria ir ao Paris 6, cheguei la as 21h e tinha fila de espera de 58 mesas!!! Gente, pior que Outback na sexta a noite no Patio! Fiquei muito horrorizada. Fomos embora (óbvio) mas como estávamos na Barra optamos por lanchar no Chez Michou.

Quando eu era mais nova, toda vez que ia a Búzios tinha que comer no Chez Michou, era tipo a parte mais importante a viagem. E como eu não vou muito a praia fiquei com a imagem do restaurante mais legal de buzios. Fiquei chocada quando no Rio me deparei com a creperia meio  decadente. Sabe, lugar meio feinho, cardapio velho, gasto. Sabores de crepe antigos, nenhum parma :/
Pedi uma crepe de muçarela e tomate e uma Coca sem gelo e sem limão mesmo. A conta ficou em uns R$ 25,00.

No Domingo de manha fomos à missa no mosteiro. Que lugar maravilhoso! Como as igrejas barrocas, por fora é uma igreja até sem graça, mas ao entrar o queixo cai, QUANTO OURO!!!

A Igreja tava em reforma, então foi muito estranho assistir a missa entre andaimes, mas isso não tirou a beleza da celebração.
Os cantos são todos gregorianos, coisa mais linda!!!
Como o mosteiro é pequeno assistimos a Santa Missa inteira em pe, mas fui feliz de qualquer forma.
Indico muito essa celebração maravilhosa para quem for à Cidade.

foto 2 (2)
Saímos de la com vários planos. Queria ir a praia, andar de bicicleta na orla (mas eu não sei andar de bicicleta, então isso dificultou o plano ser executado), ir em uma padaria fofa chamada Boulangerie Guerin, almoçar cedo e leve para voltar no P6 à noite e conhecer os arcos da Lapa.

No final, eu fui a praia! Hahahaha
Mineiros, claro.
Detalhe é que o tempo estava nublado, mas ok.
Comi biscoito Globo e tomei um Matte geladíssimo (Como eu amo Matte).

foto 3
No almoco fui conhecer o famoso Balada Mix e apaixonei!!! Eu sou louca com o Projeto Sabor, mas esse balada Mix é incrivelmente especial.
No cardápio tem mil opções, vários tipos de sucos diferentes, crepes, sanduíches variados e opção de carne com acompanhamento.
Eu pedi um sanduíche de brie, file muito mal passado e molho de cogumelo.
O preço sem acompanhamento é de R$ 20,00 e eu meiei com o Lucas.
Sensacional!!! O sanduíche é grande, mas para quem estiver com fome não vale a pena meiar não, nos só fizemos isso porque almoçamos bem tarde e iriamos jantar cedo.
De suco eu pedi o Matte da casa, mas arrependi e queria ter pedido o suco de uva. O sabor do suco de uva é coisa incrível demais!! Muito diferente do que estamos acostumados a beber.

foto 4

A noite fomos no Paris 6, chegamos lá às 20h e tinha uma mesa para duas pessoas.
Aí agora vem a parte polemica do post.
Eu não curti.
Tipo o cardapio é um tanto quanto enlouquecedor, tem trezentas mil opções de pratos, fiquei muito desesperada.
Achei caro, ok preço de restaurante bom em BH.
Os pratos variavam entre R$ 49,00 e R$ 80,00.
Eu pedi um Carbonara (R$ 49,00) achei completamente sem sabor, mas acho que vacilei muito, pois pedi para tirar o azeite de trufa e acho que esse sabor teria feito muita diferença no prato.

foto 2 (3)
O Lucas, por outro lado, pediu um Parmegianna (R$ 75,00) que segundo ele estava bem gostoso, mas muito quente, ele queimou a boca em todos os pedaços (assim, eu provei e particularmente achei o Armazém Parmiggiano muito melhor, mais barato e serve duas pessoas).

foto 1 (2)
Em relação aos pratos principais fiquei decepcionada.
A sobremesa, lógico, foi o Gran Gateau (R$ 26,00). Esse sim é bom, mas sensacional também não. Achei doce, muiiiito doce.
Era bolo de chocolate, com picolé de chocolate com calda de creme de avelã com leite condensado.

foto 3 (1)
Mas eu não gosto muito de doce, dei tipo 3 colheradas e desisti. O Lucas amou, falou que quer voltar lá para comer novamente, então acho que essa parte varia muuiiiito de opinião.

Assim, o lugar é lindo, o atendimento foi bom, a comida chegou rápido (tipo muito rápido, em uma hora chegaram todos os pratos, a sobremesa e a conta), mas eu não achei que a comida valesse o preço.
Pagar caro para algo bom é uma coisa, para algo mais ou menos é outra.

Segunda foi dia de tirar visto!
Dicas:
– Não leve o seu celular, você não tem onde deixar ele e não pode entrar com celular. (Se você quiser deixar com o pessoal que fica na porta o serviço é em torno de R$ 5,00. Eu, particularmente, não tenho coragem)
– Eles são beeeem pontuais, e muitas vezes até adianta um pouco o horario. Esteja lá tipo meia hora antes do seu horário, mas não chegue muito antes disso que é bobagem
– Não vá de carro. É beeeem no centro do RJ. Melhor ir de taxi ou de metrô.
– Leve documentos que comprovem que voce não pretende ir pros EUA para morar ilegal lá. Então, todos os documentos que você tiver é bom levar. Eles andam numa fase beeem light com o Brasil, nem pedem pra ver os documentos, maaas, vai que você é o azarado do momento.

Visto tirado, é hora de voltar pra BH, mas não sem antes almoçar no Pizza Hut! #VoltapraBHPizzaHut

foto 4 (1)

foto 5

É basicamente isso!

Espero que o post ajude!

Qualquer dúvida, pode perguntar!

Beijos,

Paulinha

Bistro Burguer

Todo  mundo que lê o blog sempre sabe que eu sou apaixonada com hambúrguer. Não posso descobrir um lugar novo que vou correndo ver.

O problema é que eu sou mala. Gosto de carne, e carne para mim é igual a mal passada. Então sou bem seleta nas hambúrguerias que frequento, por que se a carne for prensada, embatumada e bem passada eu nem provo, olho do prato mesmo que não vou gostar e agradeço.

Muita gente já tinha me indicado o Bistro Burguer, e confesso que eu estava com medo do hambúrguer ser do tipo descrito acima.

Cheguei na casa e estava bem cheio, mas não tivemos dificuldades em achar mesa.

Fui atendida por uma moça muito simpática, que nos entregou os cardápios rapidamente para que pudéssemos dar uma olhada.

foto 2

Primeiro problema foi encontrado aqui… Muita opção boa! Que dúvida! Que dúvida!

Eu e o Lucas optamos por pedir dois sanduiches e meiar, aí cada um come dois sabores (juntou gordinhos com sanduiche, sai gordisse, lógico).

Escolhemos o que leva o nome da casa (sempre acho uma boa ideia pedir o prato que leva o nome da casa, tenho sempre a impressão que ele virá bem caprichado) e pedimos também o Juicy Lucy (um hamurguer recheado de cheddar, AHAM – RE CHE A DO), muito mal passado, muito mesmo, e uma Coca sem gelo e sem limão, obrigada!

O Lucas, não faço ideia porque, pediu uma tal de Itubaína, refrigerante de Tutti Frutti. Eca que coisa doce (ia escrever trem, sou mineira mesmo, mas achei meio barango). Ele adorou, vai entender porque.

foto 4

Na hora dos prato, um engano! A mocinha errou nosso pedido, pediu mil desculpas, deixou o hambúrguer com o nome da casa e levou o outro para trocar.

Na verdade ela foi tão simpática com a gente e pediu desculpas, e o outro chegou tão rápido, que posso falar com sinceridade que isso não mudou nada a nossa noite, afinal íamos meiar os hambúrgueres mesmo. Bom que não nos desconcentrou.

foto 5

Bom, o primeiro hambúrguer estava muito gostoso, carne mal passada, suculenta, delícia mesmo, mas não achei nada de outro mundo não, confesso. Um hambúrguer bom.

foto 3

Ah, tenho uma pequena critica, posso fazer?

Não gosto de batatas congeladas. Tem tantas casas de hambúrguer fritando a batata na hora, não to pedindo nenhuma batata do Duke não, mas podia ser uma de verdade, sabe? Ou pelo menos mais crocante. Acho que isso deixa um pouco a desejar. Assim, não que me faça curtir menos o lugar, só uma observação mesmo.

Aí chegou o Juicy Lucy.

OH MY GOD (voz da Janice)! O que era aquilo????

SEN SA CI O NAL!

foto 5 (1)

O cheddar derretido no meio do hambúrguer, a carne mal passada, ai delicioso! Amei com muita verdade no meu coração! Isso sim merece meu respeito e amor!

foto 2 (1)

Considerações reias:

– O preço de lá é bom, muito bom se comparado ao Duke, mas mais ou menos na mesma média o Burgue´s Club

– Para mim a classificação oficial é que ele está em primeiro dentre a categoria hambúrgueres econômicos. Eu gostei muito do Burguers Club, mas o Juicy Lucy ganhou mais o meu coração.

– Achei o atendimento muito bom, mesmo com a pequena falha, mas essas coisas acontecem e acho que a atendente foi muito boa e superou o pequeno erro

– Tem Coca!

– Poderia ser batatinhas de verdade

– Lá tem uma sobremesa de sanduiche de cookies assados na hora com sorvete e creme de avelã, mas os hambúrgueres são imeeeensos e eu não aguentei (Da próxima vez vou dividir um hambúrguer com o Lucas para comer a Sobremesa).

Enfim, ganhou meu s2!

Facebook: https://www.facebook.com/bistroburger1

Endereço: R. Cel. José Benjamim, 615 – Padre Eustáquio Belo Horizonte – MG, Belo Horizonte, Brazil

Armazém Parmeggiano

Não é segredo pra ninguém que o melhor hambúrguer de BH é o Duke! E o ex chef de lá, o Alemão, abriu (do lado do Duke) uma casa de pão com linguiça chamada Der Famous, que também é maravilhosa.

Aí quando ficamos sabendo que ele abriu mais uma casa tivemos que conferir na hora, afinal um lugar que vende bife a parmigiana merece minha atenção e encanto.

foto 5 (1)

Então, o restaurante é muito pequeno, são poucas mesas é nada de cadeiras do lado de fora ou na calçada não, é tudo dentro de um pequeno lugar.

foto 4 (1)

A decoração é fofa é aconchegante.

Chegando lá tivemos a sorte de achar uma mesa para dois vagando, e eu, que estava morrendo de fome, senti que era meu dia de sorte.

Ao olhar o cardápio percebi que tinha vários sabores que eu queria provar, perguntei se eu poderia pedir um prato, mas dividir em dois sabores e, para a nossa alegria, me responderam que sim, sem problema.

foto 1 foto 2 (1)

Pedi o filet de boi e o lombo, uma Coca sem gelo e sem limão, por favor!

O problema começou agora, passou 20 minutos e nada do prato, passou 30 minutos e nada do prato, passou 40 minutos e nada do prato, e eu quase desmaiando de fome, 50 minutos e nada do prato, já tava ficando muitoooo brava, chamei a garçonete, expliquei a minha situação, ela falou que o prato já estava saindo e pediu desculpa, me explicando que todo mundo pediu ao mesmo tempo e ai complicou a situação.
Depois de 60 minutos, eu que já estava verde, recebi meu prato!
Oh glória!

foto 1 (2)

Realmente é um prato muito grande, muito bonito e delicioso!

foto 2 (2)

Antes de dar minha primeira garfada me deparo com o Alemão, o Chef, e dono do lugar, me pedindo desculpas pela demora.
Achei de uma delicadeza tão grande que esqueci como tinha ficado irritada com a demora. Realmente essas coisas acontecem, né? Como é que ele iria prever que todo mundo ia pedir ao mesmo tempo?

Bom, servi a porção pra mim e apaixonei com o File! Estava sensacional! Eu não gosto de muiiiito molho de tomate no meu parmigiano, porque acho q fica muito ácido, pra mim tinha a quantidade ideal! E muito queijo por cima. A carne não estava crua, claro, mas estava suculenta e vermelhinha! Sabor incrível!

O Lucas, por outro lado, achou que poderia caprichar mais no molho de tomate, achou que veio pouco e faz falta mesmo, afinal é ingrediente primordial de um bom filet a parmegiana.

Conclusão? Gosto é gosto. Não tem como agradar todo mundo mesmo, normal. Pra mim estava perfeito.

O parmegiana de lombo estava muito gostoso também, o problema é q eu não gosto de lombo! Hahahaha
Eu insisto, mas não gosto, acho o gosto muito forte, a carne muito seca. Ai não adianta!
Estava muito gostoso, mas não pediria de novo! Ah, ele tinha um molho de pimenta biquinho que era delicioso, mas depois de várias garfadas comecei a achar enjoativo. Acho que também não sou muito fã de pimenta biquinho também

As batatas eram deliciosas! Estilo Duke! Perfeitas!

Quando terminei de comer a garçonete voltou pra minha mesa trazendo uma sobremesa, segundo ela era por conta da casa, uma forma de pedir desculpa pela demora.

Quero fazer uma pausa agora!

É simplesmente um tratamento assim que difere amadores de verdadeiros empreendedores. O dono, que nasceu pra isso, sabe tudo acontece ao redor, mas principalmente, ele se importa.

Se com o pedido de desculpa ele já tinha me ganhado, com o gesto, afirmou tudo que eu já sabia! E só pra deixar claro, não é por me dar alguma coisa q eu gostei de la, é por reconhecer o erro é fazer de tudo para compensar.

A única coisa que me incomodou foi que na hora de pagar o valor que veio pra mim foi da parmegiana de avestruz, porque quando se pede para meiar vem o valor mais caro. O problema é que ninguém me avisou isso, e no fim, não valeu a pena, porque ela é beeeeem mais cara que a parmegiana mais cara que eu pedi, que no caso era a de Filet.
Então, eu queria voltar pra comer meiar um de filé de frango, mas não compensa.

Enfim, gostei bastante do lugar, achei a comida bem saborosa!

Obs: Para quem não come carne, lá tem opção de parmeggiano de berinjela!

Quando fizer alguma receita do blog ou for em alguma indicação nossa, não esquece de tirar foto e marcar o blog no instagram (@parafalaraverdade).

E curta o nosso instagram  e o face para ficar por dentro de tudo do blog!

Face: https://www.facebook.com/parafalaraverdade

Beijos,

Paulinha

Rua Senhora das Graças, 16, Cruzeiro. (31) 9943-1414. Aberto de quarta a domingo, das 18h à 0h.

Deli Handmade

Imagem

Toda vez que abre  uma hamburgueria nova em BH a gente vai correndo conferir. Confesso que muitas vezes vou até sem expectativa, porque meu coração já foi tomado pelo Duke.

A Deli, por outro lado, chamou a minha atenção porque me falaram que a casa tinha a mesma linha do meu hambúrguer preferido. Num domingo a noite fomos então visitá-los.

O lugar é bem pequeno, um corredor basicamente, mas eles colocam mesinhas na calçada. Quando entrei já fiquei encantada com a decoração, cheia de quadrinhos engraçados, e um puff LINDO na frente da mesa que eu escolhi para sentar.

1888693_1399714446964297_268723607_n

Fomos bem recebidos, com garçons bastantes simpáticos. Ao pegar o cardápio já fiquei feliz, estava em um daqueles lugares que deveriam ter uma ficha pra você fazer um check em tudo que já experimentou, até o dia que conseguire experimentar o cardápio todo. Achei tudo delicioso, várias entradas maravilhosas, PÃO COM LINGUIÇA, MINHA GENTE!!! Hambúrgueres e sanduíches! Isso sem falar nas sobremesas, morri!

Imagem
Imagem

Pedi minha Coca, sem gelo e sem limão, por favor, e comecei a tentar decidir o meu prato principal.

Depois de muito pensar me decidi por um hambúrguer de costela (RIB DELI – R$ 32,90) e o Lucas, que esta de quaresma de carne vermelha, optou por um sanduíche de salmão (Salmão Escandinávia – R$ 31,90).

Pedido feito, só faltava esperar.

Pouco tempo depois, eis que começa a desfilar pelo salão um prato com o maior pão de hamburguer que eu já vi na minha vida, com um hambúrguer gigante dentro, e para me desafiar mais ainda tinha uma faca (daquelas de outback) fincada no meio do meu dele.

Imagem

Engoli seco, arregacei a manga, estalei o pescoço e comecei os trabalhos! A um simples partir do pão na metade eu já percebi que ia gostar do hambúrguer! A carne estava rosada, suculenta, carne de verdade, MARAVILHOSO!

Imagem

Na primeira mordida (difícil inclusive, por que ele não cabia na minha boca) fui no céu! GENTE, quem gosta do DUKE pode ir la feliz! Coisa maravilhosa o hambúrguer! No ponto perfeito! E as batatinhas também estavam sensacionais! Eu infelizmente não consegui terminar de comer, mas fui bem até.

Imagem

O do Lucas estava bastante bonito também, eu detesto salmão, então não consigo falar bem sobre o assunto, mas ele fechou o olho, encarou o sanduíche, sorriu pra ele e piscou no final! Resultado, acho que ele também amou.

Imagem

Quis pedir a sobremesa mas duas coisas me impediram:
1 – Não conseguia porque o hambúrguer ocupou todos os espaços vazios do meu ser
2 – Lucas TAMBÉM não esta comendo doce!

Mas voltarei lá, afinal tem o tal do picolé  enfiado num potinho com bolo de chocolate e calda fugde – vulgo a sobremesa do Paris 6

Impressões finais:
1 – É caro, não vai achando que é preço de Sam´s não! É preço de Duke pra mais, ou seja, é R$ 30,00 pra cima num hambúrguer, e mais de 20 na sobremesa. Mas vale! Ah se vale cada mordida daquela coisa mais maravilhosa

2 – Se você é uma pessoa normal, pode meiar um hambúrguer tranquilamente. Se você for um tiranossauro rex, peca um só pra você e se doe pra faculdade de medicina para ser estudado, afinal, você não é normal!

3 – COMA A SOBREMESA! Sério!

4 – Vá com várias outras pessoas para conseguir pedir a entrada! Eu to quase indo la só pra prová-las, mas se você estiver sozinho, ou só com uma pessoa, não dá pra comer entrada, um sanduíche e a sobremesa, acredita em mim.

Eu amei, e indico MUITO! Não teve absolutamente nada que eu não gostei e nem um ponto para melhorar.

Espero que gostem!

E quando forem, tirem uma foto e postem no instagram marcando o @parafalaraverdade! Vamos adorar ver e postaremos a foto no nosso instagram também!

Beijos e um ótimo inicio de semana!

Beijos,

Paulinha

 

Endereço: Rua Professor Antônio Aleixo 591, Lourdes | BH, MG

Site: http://delihandmade.com.br/

 

Parrilla Los Hermanitos

Imagem

Há muito tempo, na época em que eu ainda tinha tempo de ler Veja BH eu descobri um lugar muito legal chamado Parilla Los Hermanitos. A reportagem falava que era uma Parilla (Duh) com uma decoração super argentina e com carne boa com preço ótimo. Na época eu não só não tinha blog, como nem cogitava essa possibilidade. Fui e amei! Um tempo depois resolvi voltar pra tirar foto do cardápio (a desculpa que a pessoa dá pra comer num lugar) e contar pra vocês.

Imagem

Bom, vou começar com a verdade, afinal é isso que eu faço melhor. A casa fica na  Lavras, quase no final da rua, num lugar não muito movimentado, e o portão da casa fica fechado, então você tem que tocar campainha pra entrar. No dia que eu fui, era bem cedo, a casa tava mais vazia, até porque ela é gigaaante, e eu confesso que bateu aquele medo de acontecer um Sweeney Todd (pra quem não entendeu esse parágrafo alugue o filme, ok? Tem no Netflix). Toquei a campainha meio receosa, e sentei na mesa…

Que lugar mais agradável! Me senti na Argentina – e eu AMO a Argentina. Depois descobri que o restaurante é do mesmo dono do Pizza Sur!

ImagemImagem

Ao pedir o cardápio constatei uma verdade, a Veja não mentiu, o preço de lá é realmente muuiiito bom! A primeira vez que eu fui pedi Ojo de bife e da segunda Prime Rib (detalhe que ambas as vezes eu meiei com o Lucas.  Se você for com uma companhia normal, que não quer morrer de comer, e você também não é a parte que quer morrer de comer dá pra meiar tranquilamente, porque todos os pratos vem com acompanhamento)

Pedimos a carne, extremamente mal passado, sangrando, nojenta, crua, mas quente, por favor! Uma Coca sem gelo e sem limão, obrigada!

Enquanto esperávamos ficamos curtindo o tango e o lugar! Volto a ressaltar que é um ambiente delicioso!

Imagem

A carne chegou na mesa, linda! Queimadinha por fora, crua por dentro! Ai como eu amo os argentinos! Tudo delicioso! A única coisa que lembro de não gostar muito era o arroz, mas eu sou tããão chata pra comer arroz que nem coloco isso como um problema não.

Imagem

Ah, lá tem crepe de doce de leite! E é tãão barato que eu sempre peço, NOVE REAIS, MINHA GENTE!!! Mais barato que dois pães de queijo e uma coca lata na Boca do Forno!

Imagem

É legal sempre ficar de olho no facebook deles, porque direto sai uma promoção tipo dois rodízios de pizza ou empanada por 49,90!

Enfim, lugar sensacional!

Endereço:  Rua Lavras 914, Belo Horizonte, Brazil

Facebook: https://www.facebook.com/parrillaloshermanitosbh