Guia prático sobre navios

Imagem

Inauguraremos hoje uma nova etapa e uma nova parte do blog: Viagens!

E hoje a dica é especial! Um guia prático sobre navios, com perguntas frequentes, dúvidas e uma pequena lavagem cerebral para te motivar a fazer a melhor viagem de suas vidas.

Imagem

Quando eu era pequena, muito pequena, lançou Titanic. Esse filme virou o meu preferido e, por causa disso eu sempre tive medo de andar de navio. Quem nunca, né?

Acontece que em um domingo de agosto chego em casa e sou surpreendida com uma noticia alegre dos meus pais: “Filhas, em janeiro vamos viajar de navio.” E com essa simples frase eu via icebergs na minha frente, via navio afundando, podia até ouvir o apito numa noite escura. (Eu sei Titanic de cor)

Imagem

Foram meses de pura tensão, até que o temido dia de embarcar chegou. Eu não sou uma menina boba, e não deixei transparecer muito meu medo.

Foi em janeiro daquele ano que descobri um novo amor: Cruzeiro. Irônico até, visto que meu time do coração também tem este nome. Deve ser destino!

Enfim, farei aqui um guia rápido para iniciantes, buscando incentivá-los a fazerem a melhor viagem de suas vidas.

Então começaremos do começo.

Por que viajar de navio?

– Primeiro: É a viagem mais econômica de todas. Você conhece vários lugares e não gasta com o transporte + hospedagem + alimentação, uma vez que esses três estão inclusos no preço do navio e com uma simples conta dá pra perceber como é mais barato viajar de navio.

Não acredita? Ok, te provo!

Uma viagem de 11 noites pela Europa: R$ 1949,00

Uma viagem de 7 dias pela América Latina: R$ 1.558,00

Uma viagem de 10 dias pelo Caribe: R$ 1.634,00

– Segundo: Dormir em uma cidade e amanhecer em outra. Existe algo melhor?

– Terceiro: Não é necessário fazer e desfazer mala. O pesadelo da mala acabou! É chegar ao navio, entrar na cabine, colocar as roupas no armário. E aí pode mudar de país, de cidade, de continente e continua tudo no cabide!

– Quarto: Enquanto navega dá para aproveitar! Meus dias preferidos são em alto mar, tanto que eu nunca escolho um navio que pára todo dia! Eu sou apaixonada por ficar na piscina, comer as comidas deliciosas, não ter que preocupar com horário, assistir aos espetáculos, fazer a programação! E eu frequento desde aula de fazer caixinhas de papel até cursos de culinária. De quizz no deque até bingos. De vôlei na piscina até cursos de coral.

Imagem

Viajar de navio não te faz passar mal?

Resposta sincera: SIM! Hahahaha

Eu sempre passo mal no meu primeiro dia, tomo Dramin rosa (que não dá sono) e fico melhor. O meu primeiro dia sempre é ruim, mas eu acostumo muito rápido. Existem vários remédios para enjoo que não dão sono, então tudo bem.

Mas nem todo mundo passa mal, minha mãe não tem nada. então varia de pessoa pra pessoa, o importante é que o ser humano acostuma muito fácil. e quando isso não acontece tem remedio que cure, ou seja, nada atrapalha!

Obs: Comer maça verde é uma ótima opção também, sempre tem várias no navio.

Balança muito?

Depende do navio. Uns balançam mais, outros menos, mas que vai balançar é fato, afinal é um pedaço de metal solto na água.

Sempre existe uma noite de terror, a noite que o navio balança muito e você ainda não acostumou. No meu primeiro navio eu me lembro de ter certeza que ia morrer, mas depois de três dias no mar o balanço já me fazia dormir e hoje eu adoro essa sensação. Gosto tanto que uma vez viajei de ônibus, e eles estava balançando muito, fechei o olho, fingi que estava em alto mar e dormi profundamente!

O que eu mais gosto é, depois de alguns dias no mar, descer, pisar em terra firme e continuar sentindo que está balançando. Ai, eu adoro essa sensação! Inclusive a Dilma me fez relembrar isso no pronunciamento que ela fez sobre os protestos, porque a Presidenta não parava quieta de jeito nenhum!

Imagem

É tudo incluso?

Depende do navio!

– Bebidas

O primeiro que eu fiz era. As bebidas eram liberadas nos horários de refeição (basicamente o dia inteiro), e tinha Coca-Cola, cerveja, chá gelado, vinho e água. Fora desses horários a bebida era paga. Mas assim, ficavam 2 horas sem horário de refeição, ou seja, dá pra aguentar, né?

No outro navio não era incluso. Pagamos uma taxa de aproximadamente seis dólares por dia e eu tinha direito a refil de refrigerante e suco a qualquer hora, mas todas as bebidas alcoólicas eram pagas. Pra mim isso não faz diferença alguma. Tendo minha Coca eu estou feliz.

– Comida

O café da manha, almoço e jantar sempre são incluídos, mas existem alguns restaurantes específicos no navio que cobram uma taxa a parte. Geralmente são restaurantes italianos, parrillas, orientais. Eu nunca fui nesses, porque eu amo as refeições do navio e não acho que vale a pena.

Imagem

Dicas úteis:

– Nunca vá para a cidade que o navio sai no mesmo dia de partida. Podem acontecer duas situações tristes.

Primeira: você não chega no horário e perde o navio.

Segunda: você chega no horário, mas vai de avião sua mala é extraviada e você tem que embarcar sem roupa só com a roupa do corpo. Eu recomendo sempre chegar uns 3 dias antes, porque se a mala extraviar dá tempo de achar ou comprar tudo de novo.

– Se é o primeiro navio, faça um menor. Existem navios de 3 noites, 4 noites ou 7 noites. O meu primeiro foi de 7 noites, o segundo de 16. Tenho certeza que você irá se empolgar e só fará viagens assim.

– Tem viagens saindo de todos os lugares do mundo! Algumas saem do Rio e vão para a America Latina, outras saem do Chile ou Argentina e passam pelo Polo Sul, tem para o Caribe, Europa, Turquia, Grécia. Tenho certeza que existe uma que é exatamente a viagem que você planejou.

– Olhe bastante quanto tempo o navio fica em cada cidade.

Existem cidades que ele chega às 12:00 e sai as 20:00, outros que ele chega as 06:00 e sai 14:00, e eu já fiquei em um que dormiu na Argentina. É importante olhar isso pra ver se vale a pena e procurar um návio que fique o máximo de tempo nas cidades, de forma que você consiga passear e conhecer um pouquinho do lugar.

– Quando você chega ao navio, você faz um check-in e deixa a mala no embarque. Horas depois ela aparece magicamente na sua cabine. O problema é que algumas vezes a mala demora a chegar, e ela pode ser sorteada para ser revistada, o que atrasa ainda mais. Então é sempre bom levar uma mala de mão com roupas para trocar, roupa de banho, etc. Assim nada impede que a viagem seja aproveitada desde o primeiro minuto que você chega.

– Todo navio tem excursões. Algumas são bem caras. Eu nem sempre faço as excursões do navio, muitas vezes descemos e pegamos um guia na cidade mesmo. Mas se o passeio for mais longo é melhor comprar com o navio, porque se atrasar não tem chance de você ficar na cidade.

Ex: Fiz um navio que fazia excursão no Polo Sul.Para chegar lá era necessário pegar um avião e o vôo do pessoal atrasou,mas o navio tem que esperar eles voltarem, uma vez que o passeio foi comprado com o navio mesmo.

Esse é o meu breve relato. Qualquer dúvida, é só me perguntar. Depois eu conto mais sobre esse tema que tanto me encanta.

Pretendo fazer um post falando das companhias e dos navios que já fiz também.

Espero ter passado um pouquinho do meu amor, agora é correr e planejar a viagem!

Imagem

Advertisements

Hamburguer – Sam’s e James

Como eu já disse em vários posts, eu não sou muito fã de hambúrguer, porque sofro do preconceito de fast food.

Apesar disso, a curiosidade fala mais alto e, recentemente, visitamos duas hamburguerias em BH, o Sams e o James.

Aparentemente esse tipo de casa está virando moda na cidade. Como a gente não poderia ficar de fora, trouxemos a nossa opinião pra vocês.

Imagem

Fiquei muito receosa de ir ao lá porque tenho a impressão que esse estilo de lugar vai ter o hambúrguer mais parecido com o do Mc Donalds do que com o do Duke mesmo (obvio, né?). Mas, como recebemos vários elogios da casa, lá fui eu.

Imagem

O James fica bem do lado do Rei do Pastel da Rua Sergipe com Tomé de Souza.  É um lugar fofo, com uma decoração – adivinha – dos anos 50. Sofás vermelhos, uma varanda confortável. Na parede uma decoração muito legal com fotos de vários James famosos, como James Brown, James Dean, James Blunt… Eu e o Lucas ficamos brincando de adivinhar qual era qual.

Quando fomos olhar o cardápio, mais uma surpresa: todos os hambúrguer têm nome de James! Gostei de várias opções e, depois de pensar, decidimos pedir o James Hetfield.

Imagem

Imagem

Um detalhe legal: eles trocam os hambúrgueres de carne bovina por soja sem acréscimo. Então se você tem um amigo vegetariano pode leva-lo lá.

Cada hambúrguer vem acompanhado de batatas fritas, que podem ser trocadas por sorriso ou onion rings, e você pede uma das opções de molho que a casa dispõe (o James, que é de picles com mostarda, o barbecue, o de alho ou o de ervas)

Na hora de fazer o pedido, uma moça muito simpática nos atendeu. Eu expliquei pra ela de forma muito clara que só como carne mal passada, que se não for assim eu não como, que eu passo mal (é verdade, juro!). Perguntei se tinha como o hambúrguer vir dessa forma, ela respondeu que sim. Pedido feito, agora era esperar bebendo a minha deliciosa, e muito gelada, Coca Cola (a casa também tem Heineken!)

Pouco tempo depois chega o hambúrguer, grande e bonito!

Imagem

Mas algo muito triste ocorreu. O hambúrguer estava bem passado, muito bem passado (GRITINHOS DE HORROR PAIRAM NO AR!). E mais uma coisa: a carne é dessas de fast food, sabe? Embatumada, condimentada, bem passada.

Imagem

Resumo da noite: eu não comi, ficou tudo pro Lucas.

A questão aqui é a seguinte: se você gosta desses hambúrgueres típicos de Mc Donalds, ótimo! O James é uma opção real para você.

Não estou dizendo que lá é ruim, só não foi feito para mim. Eu sou mega exigente com hambúrguer e com o ponto da carne. Mas lá é bom, os preços dos hambúrgueres são ótimos, o atendimento é muito bom, o único problema é que eu não como esse tipo de “carne”.

Quando pedimos a conta, fiz essa reclamação pro garçom e ele nos jurou que o problema era que o nosso hambúrguer era de picanha, o que impossibilita que ele saia mal passado.  Segundo ele, o de carne normal é feito com carne meeesmo, então da pra sair mal passado. Ele sugeriu que a gente voltasse pra provar o de carne de verdade… Muito atencioso, mas meio tarde demais!

Em resumo, a casa é bem legal, mas nosso pedido deixou um pouco a desejar! Destaque pro tamanho do hambúrguer que é beeem considerável. Se o seu objetivo é matar a fome, vale a viagem!

 Endereço: Rua Sergipe, 1093, Savassi

Site: https://www.facebook.com/JamesBurgerBH

Imagem

Imagem

(Foto retida do Jornal Estado de Minas)

Descobrir uma lanchonete que tem um carro dentro dela me fez ficar muito animada. Em uma noite de domingo, lá fomos nós para o Sams do Buritis. Chegando lá, a mesa do carro estava vazia. Corri para o andar de cima e sentei.  A mesa dentro do carro é pequena, fica menor ainda quando sentam 4 pessoas, sendo 3 homens, o que era o nosso caso. Mas a minha animação era tanta que não deixei ninguém sair e ficamos os 4 espremidos no sofá.

Imagem

(Foto retirada do site do Jornal Estado de Minas)

A decoração, obviamente, anos 50. Cheia de fotos da parede, pôsteres da Coca (me ganhou assim), muito legal.

Ao olhar o cardápio, eu avistei no fim um nome lindo de hambúrguer, e foi paixão a primeira vista. Tinha que ser esse: Disney!

Imagem

O que diferencia mais esse lugar é que o hambúrguer tem gosto de carne, ele não é condimentado. Então eu gostei. O preço do meu Disney era de R$ 14,90. Seria irreal eu esperar uma qualidade Duke, mas achei bem gostoso, e eles respeitaram o ponto da minha carne, o que me deixou imensamente feliz. Destaque pros preços que são muito bons!

Imagem

Enfim, dos hambúrgueres dessa categoria dos mais baratos, o Sam´s sai bem na frente.

Cardápio do sams: http://www.comagora.com.br/cardapio.aspx

Site: http://www.samsburger.com.br/

Endereço: Avenida Professor Mário Werneck, 1915, Buritis ou Avenida do Contorno, 8727, Gutierrez

Em resumo, as duas casas têm seus pontos fortes. Não dá pra falar que é aqueeeele hambúrguer gourmet mas, pela faixa de preços e pela proposta das casas, elas atendem bem o esperado!

Visitem as duas casas, escolham a sua preferida e nos dêem a sua opinião, dica e sugestão, além de, é claro, compartilhar com a gente as fotos!

Bom apetite e booom final de semana!

– Não se esqueçam de inscreverem no nosso Sorteio.

Sorteio de um Livro de Receita personalizado de 3 meses do blog! Do dia 23/06/2012 até o dia 06/07/2013 às 12:00!

https://parafalaraverdade.wordpress.com/2013/06/23/sorteio-do-livro-de-receita/

Corra e concorra ao seu!

– Quer aprender a fazer o seu próprio hamburguer caseiro?

Clique AQUI e aprenda.

Receita de Yakisoba

Semana passada juntamos 20 amigos + eu e contratamos um Chef especializado em comida japonesa (eu coloco 20 + eu, porque eu não como comida japonesa, então relatarei parte da noite como mera espectadora de uma festa legal, ok?).

Imagem

Esse Chef é o Hiton Kamei. Ele vai na sua casa, faz pratos típicos japoneses e leva tudo, desde os molhos até prato e hashi (os famosos palitinhos). Ou seja, o anfitrião tem a única incumbência de aproveitar a noite, sem precisar pensar em nenhum detalhe.

 Imagem

A nossa noite foi muito legal, reunimos 20 pessoas, fomos para a casa de um amigo querido e ficamos no salão de festa oriental do prédio dele, o que deu um toque a mais para o momento. Tentamos estipular que todos deveriam trajar roupas típicas do Japão mas, infelizmente, não houve adeptos. Se vocês tiverem amigos dispostos e um salão de festa temático tenho certeza que o evento será um sucesso. Caso isso não seja possível, tudo bem! O Hilton supre tudo com a comida deliciosa!

 Imagem

Enfim, os valores do rodízio de japonês variam de acordo com a quantidade de pessoas e dos pratos escolhidos. No nosso caso eram 20 pessoas e o cardápio foi: sushis e makis variados (salmão, atum, camarão, etc.), mini-temaki, (MUITO) rolinho primavera e yakisoba. Deu R$ 37,00 para cada um. Conversando com as pessoas assíduas de rodízio de japonês constatei que vale muito a pena, pois rodízios bons são mais caros que isso e não têm tanta variedade, uma vez que em alguns não há  pratos quentes e, segundo meus amigos especialistas, a qualidade das peças do Hilton é muito superior à de vários restaurantes de BH.

 Imagem

Enfim, a noite foi uma delicia. Eu, que não suporto peixe, adorei e, no final, fui provar o famoso Yakisoba. Há quem diga que foi o melhor que já comeu. Eu confesso que foi o melhor que eu já comi, até porque foi a primeira vez que experimentei. Então prêmio para o Kamei!

 Imagem

O nosso Chef gentilmente cedeu a famosa receita pro blog, com passo a passo e dicas para que vocês possam reproduzir em casa o prato quente.

Yakisoba

  • Ingredientes:

·  1/2 copo de óleo.

·  1/2 couve flor.

·  2 cebolas.

·  1/2 brócolis.

·  1/2 acelga.

·  1/2 pimentão vermelho.

·  2 cenouras.

·  200g de carne. (sua preferência)

·  500g macarrão para yakisoba.

  • Ingredientes para o molho.

·  1 copo shoyu.

·  1 tablete de caldo de carne.

·  1/2 copo de água.

·  1 colher ajinomoto.

·  2 colheres de óleo de gergelim.

·  2 colheres de fécula de milho.

  • Preparo do molho.

Em uma panela coloque o shoyu, caldo de carne, água ajinomoto, e o óleo de gergelim.

Aqueça até ferver. Dilua a fécula de milho em um copo de água e acrescente ao molho para engrossar.

  • Preparo.

Cozinhe o macarrão e reserve.

Corte os legumes: cebola Juliene,cenoura fatiada, pimentão em cubos,acelga em cubos. Desfaça o pé de brócolis e a couve flor e dê uma escaldada. Depois, corte a carne em tiras.

Em uma panela grande, de preferência em um tacho wok, coloque o óleo deixando ferver. Coloque a carne ate dourar e depois vá colocando os legumes do mais macio para o mais duro. (Ex: cenoura, cebola…)

Coloque o molho. Dê uma misturada e por fim coloque o macarrão. E dê mais uma mexida.

Fácil, ne? É muito bom, podem confiar.

 

Imagem

Página do Facebook do Chef Hilton Kamei: https://www.facebook.com/pages/Kamei-Sushi/643635328996197?fref=ts

Telefone de contato: 031 9901-2003

Espero que tenham gostado! Agora é só contratar o chef Hilton, juntar os amigos e fazer uma noite japonesa igual à nossa. Enquanto isso, vá ao supermercado, compre os ingredientes do melhor Yakisoba e faça você mesmo!

Beijos e uma ótima semana.

Não esqueçam de participar da nossa promoção: https://parafalaraverdade.wordpress.com/2013/06/23/sorteio-do-livro-de-receita/

Sorteio do Livro de Receita

Temos uma surpresa muito legal para os leitores do blog.

Lembra que eu falei para vocês da minha madrinha que faz os cadernos mais lindos do mundo? Ela fez um especialmente para ser sorteado no blog e, é claro que é um Livro de Receitas personalizado!

Imagem

O sorteio se inicia hoje, e vai até o dia 06/07/2013 às 12:00!

Anunciaremos o vencedor no aniversário de três meses do blog.

Imagem

REGRAS:

– Preencher o formulário abaixo

– Curtir a página do blog no facebook (https://www.facebook.com/parafalaraverdade)

– Curtir o instagram do blog: (@parafalaraverdade) (http://instagram.com/parafalaraverdade)

Boa sorte para todos!

Beijos e uma ótima semana,

Paulinha.

Quem quiser ver mais do trabalho da Dupla de Papel o facebook é esse: https://www.facebook.com/dupladepapel?ref=ts&fref=ts

Kone de Brie com um toque de gorgonzola e mel; Batata assada com queijo e filé com crosta de queijo azul; Kone de Limão

Eu e o Lucas temos um combinado: nunca sair pra jantar no dia dos namorados. Eu tenho aflição só de pensar. Restaurante lotado, garçons enlouquecidos e perdidos.

Então, sempre cozinhamos. Esse ano teve um peso maior: pensar um jantar completo para colocarmos no blog. Eu e ele nunca fazemos entrada nem sobremesa. Entrada porque a gente nunca lembra e a sobremesa porque nunca sobra espaço.

Ficamos pensando muito, procurando várias receitas e, depois de um mês, chegamos ao jantar ideal.

Não consigo explicar o quanto ele estava maravilhoso. Eu hoje estou vivendo uma depressão de “já passou”,porque tudo estava muito gostoso.

Vamos lá, porque o post vai ser grande!

  • Entrada: Kone de Brie com um toque de gorgonzola e mel.

Imagem

Sabem aqueles canudinhos de doce de leite? Então, é feito com ele mesmo!

Ingredientes:
150g de Brie
30g de gorgonzola
1 pacote de canudinho
Mel

Como fazer:
Corte o brie e o gorgonzola bem pequenos, coloque em uma cumbuca e ponha por um minuto no microondas. O queijo vai derreter bem, tire do microondas e misture bem até virar um creme. Se você gostar jogue mel, eu não faço ideia de quanto mel eu pus, mas deve ter dado umas duas colheres. Como eu não curto muito o mel fiz depois uma parte pra mim sem.

Pensei depois que dá, também, pra picar o parma bem fininho e colocar na mistura ou fritar pedaços MUITO pequenos de bacon e colocar na mistura também.

O queijo quando sai do microondas é muiiito mole, então é muito fácil de colocar no kone. Quando ele esfria ele vai voltando a ficar mais encorpado. É gostoso de comer ainda quente, com o queijo derretendo.

Então, é sensacional! A massa do kone é frita, e muito crocante e fica maravilhosa com o queijo cremoso. Eu não sou muito fã de mel, mas gostei demais! Deu uma quebrada no sal do gorgonzola!

  • Prato Principal: Batata assada com queijo e filé com crosta de queijo azul

Imagem

Filé com crosta de queijo azul

 Ingredientes:

Filé Mignon (600g)
50 g de queijo azul (Roquefort e Gorgonzola)
1 colher de sopa de manteiga
¼ de xícara de farinha de rosca
Ervas a escolha (eu coloquei manjericão, orégano, pimenta, alecrim, etc)

 Modo de fazer:
Corte de forma bem pequena os queijos, e, com a ajuda de um garfo, amasse-os com a manteiga. Adicione a farinha e as ervas vá misturando aos poucos, de forma que vire uma pasta.

Esquente bastante uma frigideira e, se você gosta de carne mal passada, sele. Se preferir a carne mais bem passada, deixe a frigideira em uma temperatura mais baixa e vá cozinhando a carne de forma que ela não fique tão crua por dentro. Você pode fazer com a carne que preferir. Eu fiz com dois medalhões, mas pode ser dois bifes, pode comprar uma peça e cortar pedaços. Vai do gosto de cada um.

Quando a carne estiver no ponto desejado, retire da frigideira e coloque a pasta em volta dele. Ponha ao redor de todo o bife, envolvendo ele mesmo, tipo uma capa.

Imagem

Esquente bastante a frigideira, e coloque o bife com a pasta até que vire uma crosta crocante. Deixe o tempo suficiente para que fique dourada.

Batata Assada:

Imagem

Ingredientes:
Duas batatas grandes
Azeite de oliva
2 colheres de manteiga
Sal
Parmesão ralado,
Gorgonzola
Alecrim seco

 Modo de preparo:
Corte as batatas de forma que não chegue até o final. Coloque entre as rodelas de batata um quadradinho de queijo gorgonzola e o parmesão, intercalando os dois queijos. Em um recipiente separado ponha a manteiga, misture até que ela fique mais mole e coloque ervas, depois besunte a batata e jogue azeite por cima e depois sal.

Imagem

Pré-aqueça o forno a 200°C e coloque a batata. Deixe por aproximadamente 1 hora. Mas esse tempo dependerá do forno. Se for necessário colocar mais tempo, não tem problema. Quando ela estiver macia e dourada retire.

  • Sobremesa: Kone de Limão.

Imagem

Eu e o Lucas nunca conseguimos comer entrada, prato principal e sobremesa. Então nem tínhamos planejado fazer, mas os canudinhos estavam comprados e não usaríamos todos para fazer a entrada. A solução achada é canudinho de doce de leite.

Pensando mais sobre isso, desejei fazer uma tortinha de limão, mas fazer a massa me dava preguiça. Então uni o útil ao agradável e fiz um Kone de Limão, que nada mais é do que os canudinhos com o recheio da torta. Ficou delicioso, sensacional e toda vez que eu lembro eu quero mais! E o melhor de tudo é que é simplesmente ridículo de fazer!

Ingredientes:
Canudinho
1 lata de leite condensado
1 limão e meio.

Modo de Fazer:
Coloque em um recipiente uma lata de leite condensado, esprema o suco de um limão e meio e misture bem, de forma a ficar uma mistura homogênea. Prove, veja se está do seu gosto, eu prefiro mais doce, tem quem goste com um gostinho mais forte de limão. Se necessário coloque a outra metade. Agora é só preencher os canudinhos.

Eu enfeitei os meus com raspa de limão.

  • Harmonização de vinhos:
O Para Falar a Verdade tem um novo parceiro, a V&A Vinhos Franceses! Atendendo a pedidos dos amantes dessa bebida, agora nossos posts terão dicas dos melhores vinhos para se harmonizar com as nossas receitas! Não é sensacional? Vamos às dicas de hoje:
1) Entrada:
Espumante: Charmance – espumante da região do Vale do Loire. Composto 100% da uva Chenin. Bebida leve, com bolhas finas e persistentes, arredondam o paladar harmonizando-se perfeitamente com o queijo gorgonzola.  Apresenta notas de frutas cítricas, sendo assim a combinação perfeita com o queijo gorgonzola. Nesse caso poderíamos harmonizar com o vinho branco também, que sugeri para a sobremesa.
Preco Sugerido: R$50,00

2) Prato Principal:
Vinho: Moulin de Bourdieu – vinho tinto da região de Bordeaux – Apelação Médoc (apelação é uma sub-região). Composição de uvas: 60% Merlot e 40% Cabernet Sauvignon. É um vinho que harmoniza perfeitamente com carnes, tendo em vista apresentar um corpo médio, arredondado e bem sedoso, devido apresentar em sua maioria Merlot.
Preco sugerido: R$60,00
3) Sobremesa
Vinho: Chene Saint Louis. Vinho branco da região de Sancerre. Composição de uvas: 100% Sauvignon Blanc. Casamento perfeito com o limão, tendo em vista a presença de notas cítricas no paladar.
Preço Sugerido: R$80,00

Todos os pratos podem ser servidos com espumante, o que fica uma delícia também!

Todos os vinhos do post, e muitos outros, são encontrados na V&A Vinhos Franceses. – Indico muito, pessoal!

www.veavinhos.com.br
http://www.facebook.com/VeAVinhosFranceses
Cel.: (31) 9803-2718

É isso!

Espero que façam as receitas e gostem! Eu amei o meu jantar, não mudaria nada.

Imagem

Observação: Pensei bastante se queria ou não fazer o post essa semana. Nem todo mundo sabe, mas eu sou apaixonada com política, sempre tive um desejo intimo de entrar para esse meio, desejo esse que foi abandonado pela repulsa do que os nossos governantes fazem no nosso país. Com as manifestações que estão acontecendo meu coração inflou de uma empolgação misturada com emoção e orgulho. E eu só penso nisso, só falo disso, só comento isso, só vejo isso e só leio isso. Pensar em postar uma receita, em divulgar isso no face me trazia um sentimento ruim, como se ao invés de falar de algo importante eu falasse apenas de receita, entende?

Depois de refletir, percebi que tenho muitas paixões, umas que me motivam, como as mudanças que estão sendo despertadas, umas que me acalmam, como cozinhar, e por isso decidi fazer sim o post da semana. De qualquer forma quero convidar os leitores não só a lerem e fazerem esse jantar, que está sim sensacional, mas a ir às ruas, a lutar, a divulgar o nosso direito, a mostrar a nossa manifestação pacífica, a entender a situação do Brasil, a despertar um gigante, não apenas esse que vai pras ruas, mas o gigante do patriotismo que tenho certeza que estava adormecido dentro de nós, em mim estava em um coma induzido por uma descrença gigante.

Que possamos despertar a nossa vontade de lutar, porque dá sim pra construir um país melhor! E cada um que faz a diferença, sim!

O que seria da África se não fosse Mandela? E se ele achasse que não faria a diferença? E se Martin Luther King não tivesse sonhado?

Que possamos sonhar, viver e lutar!

E o playlist de hoje não será de uma música para cozinhar, mas uma música que possa nos motivar!

Vem, vamos pra rua!

http://www.youtube.com/watch?v=3rMX_rrv36w

Bonomi

Imagem

Lembro de, quando eu era pequena, ir numa padaria linda de esquina, cheia de pão na vitrine, de achar que lá era um lugar diferente, grande, com comida deliciosa. Sempre que eu ia lá, comprava bombinhas de queijo, e era uma das coisas que eu mais amava. Que sabor!

Memória de criança é engraçada! Engana a gente. Quem nunca foi num lugar quando era pequeno, voltou quando cresceu e ficou decepcionado?

Mas a Bonomi não!

Voltei na padaria depois de velha (velha, gente, pra idade que eu tinha quando ia, porque eu to na flor da idade) e ela era mais incrível que quando eu era criança, juro!

Tudo começou…

( ) há um tempo atrás na ilha do sol

( ) em monte sião, com uma ideia que emoção

(x) lendo a VejaBh, óbvio. E resolvi que meu próximo lanche de domingo pós-missa seria lá.

Eu e o Lucas chegamos e sentamos numa mesinha no fundo. Eu ficava olhando, respirando cada detalhe da padaria. Lá é tão sensacional, os diversos tipos de pães, de broa, de bombinha, de sucos, os doces, a decoração simples e tão bonita.

O salão da padaria tem algumas mesas para quatro pessoas e uma mesa grandona que sentam pessoas diferentes. Confesso que acho isso muito estranho, comer com uma pessoa que você não conhece. Para mim, comer é um momento sagrado e tudo tem que ser perfeito, eu gosto de poder conversar, rir, concentrar, fechar o olho, e fazer isso com pessoas que você não conhece parece estranho, né? Mas depois fui pesquisar e ouvi dizer que na Europa isso é muito comum. Então, se só tem lugar na mesa grande eu finjo que estou em outro país e fica, como já diz o meu amado Lulu Santos, tudo bem!

Chegou o cardápio e eu fiquei na dúvida, muito na dúvida!

Imagem

Pedi um sanduiche de parma com queijo e rúcula. Eis que chegam à mesa dois pedaços enormes de baguete. Eu vi e pensei “não vou comer, vai sobrar para o Lucas.” Para a minha surpresa, antes de eu acabar de reparar em todos os detalhes da padaria, ele já tinha acabado. Realmente é grande, é muito grande, mas é tão gostoso! Tão leve.

Imagem

Lucas pediu um cheeseburguer. Pedido um tanto quanto maluco. Você vai para a melhor padaria de BH, VejaBH que me desculpe, e pede um hambúrguer. Provei e eis que estava sensacional! E é gigante!

Imagem

Eu pedi, duh, uma coca! O Lucas pediu uma cerveja. Se é boa eu não sei, e se for para falar a verdade vou dizer que, como todas, era horrível. Mas o rótulo dela era tão lindo!

Como já fui lá várias vezes, eu vou contando os pedidos e fazendo as minhas observações tá?

·         Pão com linguiça:

Imagem

Eu não curto muito linguiça não, mas não consigo recusar um bom pão com linguiça – Der Famous me aguarde! Tô chegando! – Fiz o pedido com receio. Claro, veio, igual ao sanduiche de parma, dois pedaços enoooormes! Esse eu não consegui comer todo, porque a linguiça é mais pesada, não desceu tão fácil! Mas nada que fosse problema, levei a outra metade pro meu pai, que ficou super feliz!

Se você é uma pessoa normal, sem muita fome, dá pra pedir tranquilamente esse pão para duas pessoas. Se você que está lendo é um homem, fique tranquilo, você vai comer feliz!

·         Bombinha de queijo:

Imagem

É ruim quando você come uma coisa que gosta muito e tem que explicar pra outras pessoas, acho que cria uma expectativa muito grande. Então eu vou me abster de falar dela. É só pedir no balcão, você pede por peso! Quem estiver na Savassi, vai lá, prova uma e vem correndo para o blog contar se amou e me agradecer.

·         Bagel com geléia:

Imagem

Teve um dia que eu e o Lucas fomos à Bonomi no final de noite, não queria comer nada pesado, porque eu tenho problema pra dormir, e comer coisas pesadas a noite me dá  insônia. Então o pedido foi simples: Um bagel com geleia e um café.

Juro que me senti fora de BH. Sério! Quem pede um bagel na capital mineira? Ele estava tão lindo, que a gente passou mais tempo tirando foto do que comendo.(Mania engraçada do casal, tirar foto de comida! Mas foi por essa mania que o blog começou, agora pelo menos temos uma desculpa para ficar fazendo isso, né? Faz com que eu me sinta mais normal).

O garçom deu a opção de geleia ou manteiga, optamos pela geleia – custou R$ 5,00 o potinho. Aham, é isso aí! Geléia mais cara que o bagel – Ficou incrível! Sabor delicioso.

Gente, essa é a Bonomi!

Convido a todos a darem uma passada por lá, levar o pão pra casa, provar o cachorro quente – há quem diga que é o melhor de Belo Horizonte – sentar para um café, pedir alguma coisa do cardápio. Tomar um café da manhã – ganhou como o melhor café da manha na Veja! Ou só parar e tirar foto da padaria.

Preparem-se, lá não é barato não, tá?  Mas eu acho que vale a pena!

Imagem

O sanduiches saem na faixa dos R$ 26,00.

Endereço: Rua Cláudio Manoel, 460, Funcionários,

Dica imperdível – Bolo de Chocolate

Imagem

Hoje não vou falar de um lugar para ir, mas de uma dica imperdível para comer.

Pense em um bolo de chocolate! Te apetece? A mim, sinceramente, ainda não…

Mas pensem nesse mesmo bolo com três camadas de recheio de doce de leite especial! Começou a ficar muito bom, né? Já me ganhou!

Agora imaginem o bolo, as camadas de recheio com uma cobertura de chocolate derretido e bolinhas crocantes por cima!

Imagem

Sensacional incrível! Já quer o seu? Não consegue viver nem mais um dia sem o melhor bolo do mundo?

Pois bem, resolverei o problema da sua vida agora!

Quem faz esse bolo incrível, e pode perguntar para qualquer pessoa da minha família se é o preferido, é a Virginia!

Ela faz o bolo sob encomenda, ele serve de 35 a 40 pessoas e custa R$ 120,00. (isso quer dizer que o pedaço do bolo custa R$ 3,00! 3,00 POR UMA FATIA DE ALEGRIA! Preço muito bom!)

Imagem

As encomendas podem ser feitas:

– Pelo celular: tel 9775 2600,

– Pelo e-mail: carvalhovirginiap@yahoo.com.br

 

Espero que gostem!

Beijos e um ótimo final de semana!